Demissões em O Tempo: antes de assinar a rescisão, procure o Sindicato 

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais repudia as demissões em massa nos jornais O Tempo, Super Notícia e na rádio Super Notícia, todos comandados pelo prefeito de Betim, Vittorio Medioli.

As demissões ocorreram nesta sexta-feira (12/07) e o sindicato se coloca à disposição dos trabalhadores para orientações e alerta que, ao assinar o TRCT (Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho), o jornalista deve fazer a ressalva que não foi feita conferência de valores e que não sabe se todos as quantias devidas estão ali, incluindo o pagamento de horas-extras.

Antes da reforma trabalhista, um grande número de demissões seria caracterizado como demissão coletiva e não poderia ser feita sem a participação do Sindicato. Com a reforma esse direito acabou.

O Sindicato apurou que foram feitas pelo menos nove demissões. A empresa anunciou que vai fazer uma reestruturação, que seguirá na próxima semana, mas não deu detalhes.

O Sindicato lamenta o corte de postos de trabalho, que prejudica o próprio jornal, que vinha crescendo nos últimos anos graças ao trabalho dos jornalistas. Lamentavelmente estas demissões ocorrem em um momento onde o bom jornalismo se faz indispensável.

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[12/7/19]

Veja também

Cobertura Cultural é tema de curso no Sindicato

As inscrições para a aula sobre Cobertura Cultural estão abertas. O curso será no sábado, 24 de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *