SJPMG repudia ataque a equipe de reportagem durante cobertura sobre coronavírus

Uma equipe de reportagem da Rede Globo Minas foi agredida verbalmente enquanto tentava fazer gravações na Avenida Pedro II, em Belo Horizonte, na tarde dessa sexta-feira 20/3. O agressor, um homem ainda não identificado, tentou o tempo todo constranger a repórter, chamando-a de jornaleira, propagadora de fake news e atacando a emissora. No vídeo, ele ainda incitou a população a fazer o mesmo ao se deparar com jornalistas fazendo seu trabalho nas ruas.

O vídeo foi postado em perfis de extrema direita que atacam de maneira sistemática a imprensa e os jornalistas — quase sempre mulheres –, que defendem o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal. Eles ainda espalham ódio e xenofobia contra o povo chinês.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG) repudia essa atitude desrespeitosa, covarde, machista e antidemocrática, e conclama toda a sociedade a defender a liberdade de expressão e o trabalho da imprensa, fundamental principalmente em tempos de pandemia, quando informações corretas, bem apuradas e precisas salvam vidas.

O SJPMG presta toda solidariedade à equipe que estava na rua fazendo uma reportagem envolvendo o assunto mais importante do momento no Brasil e no mundo: o coronavírus. Diante das agressões verbais, a equipe optou por deixar o local, evitando maiores problemas.

Atos como esse não vão intimidar o trabalho dos jornalistas. Seguiremos firmes cobrindo a pandemia e todos os assuntos de relevância para a população, em defesa do direito da sociedade à informação. Essa banalização dos ataques à imprensa é uma grave ameaça à democracia.

Exigimos respeito.

Caso alguém conheça o agressor favor nos procurar para que ele seja denunciado aos órgãos competentes.

O vídeo não será publicado para não dar palanque a esses boçais. O nome da equipe foi preservado por medida de segurança.

[21/3/20]

Veja também

Análise da imprensa durante a pandemia encerra Curso Livre de Jornalismo 2020

Faz falta na imprensa brasileira a figura do editor científico, avalia o médico infectologista Unaí ...

Um comentário

  1. Parabéns ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais, sempre atento aos atos de desrespeito à categoria, sejam trabalhistas ou não.

Deixe uma resposta para Vilma Fazito Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *