Mudanças na Rede Minas de Televisão

O ambiente na Rede Minas é de tristeza e desânimo. Ontem foi o último dia do presidente da Fundação Rede Minas, Kiko Ferreira, no cargo. A partir desta quinta 14/11, o presidente da Rádio Inconfidência, Ronan Scoralick, braço direito do secretário de estado da Cultura e Turismo, Marcelo Matte, acumulará o cargo, como presidente da Empresa Mineira de Comunicação (EMC), e responderá pelas duas emissoras.

São esperados cortes na diretoria.

Os últimos dias foram sufocantes para os trabalhadores da Rede Minas, pois a diretoria, na iminência da demissão, quis mostrar serviço.

Novas temporadas de programas estão sendo lançadas a toque de caixa, com pessoal insuficiente e cobrança exagerada. Por compromisso com a comunicação pública, os jornalistas são obrigados a trabalhar em diversas funções e vários programas, sob pena de os mesmos não irem ao ar.

O jeito Zema de governar é assim; não tem diálogo, corta pessoal e mata de trabalhar os que ficam.

Diante desse quadro desolador, a disposição dos servidores para lutar minguou. Uns estão desacreditados, outros estão apáticos e há até aqueles que brigam entre si, por estresse. Afinal, as demandas são muitas para tão poucos braços, e a cobrança é enorme. São muitas opiniões, muitas ordens, muito controle, muita vigilância e pouco autonomia de trabalho.

Em momentos assim, a união e ação coletiva são fundamentais.

Precisamos nos mobilizar.

Pela lei do plano de carreira, pela defesa da Rede Minas e da Rádio Inconfidência, pela comunicação pública, por condições de trabalho e salários dignos.

A comunicação pública não é um brinquedo que o governante descarta se não gosta dela, desprezando o direito da população de se informar. A Rede Minas e a Rádio Inconfidência são patrimônios dos mineiros e não podem ser simplesmente sucateadas.

Luta, jornalista!

Em defesa da comunicação pública!

Em defesa da Rede Minas e da Rádio Inconfidência!

 

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[14/11/19]

 

Veja também

Arfoc-MG realiza eleições para nova gestão da entidade

A Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos de Minas Gerais (Arfoc-MG) realizará nesta sexta-feira (22/10), ...

Um comentário

  1. Um excelente serviço prestado aos mineiros, mas que nunca foi valorizado.
    Que saudades de Cesar Vanucci, Cristina Mendes, Lester Moreira, Antônio José, Antonio Achillis, colegas que impulsionaram o trabalho da Rede Minas, valorizando os profissionais de todas as áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *