Correio Braziliense, do grupo Associados, também atrasa pagamento de salários

Jornal brasiliense, do mesmo grupo do Estado de Minas, também atrasou o pagamento dos salários. Após pressão do Sindicato dos Jornalistas e da Comissão de Empregados do Correio Braziliense, a direção do jornal anunciou a regularização dos pagamentos em atraso. Nesta quarta 19/12, às 17h, os trabalhadores farão assembleia na frente da sede do jornal.

Em assembleia realizada na última sexta 14/12, eles decidiram manter a mobilização para acompanhar os pagamentos. Repórteres especiais, colunistas, subeditores e editores não haviam recebido a primeira parcela do 13º salário e os 60% do PLR previsto na CCT. Além disso havia um atraso dos vales alimentação de toda a redação e do pagamento dos freelancers. Em reunião com o Sindicato e com a Comissão, a direção da empresa prometeu quitar todos os pagamentos até esta quarta 19.

Os jornalistas também pedem que a empresa efetue o pagamento das férias vencidas já que elas são compulsórias. A empresa disse que continuará mantendo a autorização para retirada das férias somente no vencimento de forma compulsória para o próximo ano.

Os jornalistas presentes na assembleia então decidiram por voltar a se reunir na própria quarta para conferir se o Correio Braziliense quitou o que havia prometido.

A regularização do FGTS é outro ponto que preocupa os jornalistas. Em Julho de 2019 irá fazer cinco anos que a empresa não realiza o pagamento regular junto a Caixa Econômica do fundo de garantia.

A direção do SJPDF e os trabalhadores continuam com grande preocupação com a saúde financeira do grupo Diários Associados. A situação só se agrava cada ano, deixando os trabalhadores inseguros com a relação ao jornal.

(Informações do SJPDF.)

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[19/12/18]

Veja também

Dieese oferece curso de economia para jornalistas em BH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *