Arfoc se manifesta sobre agressão ao fotógrafo Beto Novaes

Roraima. Numa área isolada, agentes da polícia federal e soldados do exército reunidos em operação conjunta para procurar e destruir campos de pouso clandestinos recebem um aviso do delegado: o presidente vem em pessoa verificar os trabalhos. Todos se posicionam, e poucos minutos depois pousa um helicóptero. Desce o presidente. Soldados e agentes mantém a linha, mas estranham: de bermuda e colete de fotógrafo? Na dúvida, batem continência. Betão não segura o riso e todos acabam sacando a brincadeira.

Beto Novaes, fotógrafo autoditada que saltou de motorista a repórter fotográfico, com passagens brilhantes por jornais de Belo Horizonte, está mais que acostumado a ser confundido com o ex-presidente e tem centenas de casos pra contar. Mas no domingo, durante cobertura do ato contra a corrupção em manifestação na Praça da Liberdade, a semelhança com Lula fez com que Betão fosse agredido enquanto exercia seu ofício.

“Durante o ato várias pessoas, a maioria em tom de brincadeira, me avisavam pra ter cuidado. Quando passei pelo Xodó (lanchonete tradicional da capital mineira) uma senhora de Brasília pediu pra fazer uma foto comigo. Quando o marido se preparava pra fazer o clique uma turma de 4 ou 5 jovens chegou me chutando e falando que eu estava fazendo aquilo de propósito, que meu lugar não era ali. Imediatamente fui embora e entrei no carro do jornal. Em 30 anos de carreira, foi a primeira vez que sofri uma agressão”.

Quem conhece essa figura de fala calma, bom humor e alma doce sabe a tristeza que dá de saber que alguém pode bater nele por motivos tão idiotas. Felizmente, Betão passa bem. Seu jornal soltou uma tímida nota no rodapé da terceira página, apenas hoje, enquanto os concorrentes já publicaram online no dia do ocorrido. TVs e jornais nacionais estão correndo atrás da história, e esperamos que os cretinos sejam identificados e punidos. Nossa indignação não é apenas enquanto profissionais, mas sim como seres humanos, gente, povo, classe média, o que seja. É uma triste ironia que pessoas que pedem democracia e liberdade agridam alguém por sua aparência física.

ARFOC MG

15 4 13 BETO-NOVAES-large570

Veja também

Fenaj adere à campanha Tributar os Super-ricos

Conjunto de medidas propostas pode elevar a arrecadação em cerca de R$ 300 bilhões e ...

Um comentário

  1. Beto,

    Quem vos fala é o Lana, velho repórter da sucursal do Globo, onde você trabalhou como motorista e, assim meio na marra, como fotógrafo iniciante e teimoso. Valeu meu chapa. Um abraço e fique com Deus. Eu já pendurei as chuteiras. Cansei. Deixei para os mais jovens e intrépidos como você.
    Lana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *