SJPMG manifesta solidariedade à jornalista Etiene Martins e repudia manifestações de racismo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais manifesta publicamente sua solidariedade à jornalista Etiene Martins e seu repúdio às manifestações de racismo que ela denunciou. O Sindicato espera que as autoridades municipais apurem devida e rapidamente os fatos e punam exemplarmente os criminosos.

Etiene é gerente de Prevenção à Violência da Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção de Belo Horizonte (SMSP). No dia 31 de julho passado ela denunciou em redes sociais ter ouvido de um guarda municipal a frase “Preto bom é preto morto” e publicou mensagem em que sua chefe afirma: “lugar de negra é limpando chão”.

As acusações são graves, especialmente em se tratando de dois servidores públicos, um dos quais trabalha armado, e a outra dirige o programa municipal de Prevenção Social ao Crime e à Violência.

Injúria racial e racismo são crimes inafiançáveis e imprescritíveis. Servidores públicos que os praticarem estão sujeitos à perda do cargo ou função pública, segundo Artigo 16 da Lei 7.716/89.

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[2/8/19]

Veja também

SJPMG convoca jornalistas para plenária em defesa da profissão

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais convoca os jornalistas para participarem de assembleia ...

Um comentário

  1. Todos com Etiene. Não ao racismo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *