Estado de Minas não paga 13º; nova assembleia está marcada para quinta 27/12

A greve dos empregados na administração do jornal Estado de Minas deu resultado e a empresa pagou os salários que estavam faltando, exceto dos cargos de chefia, gerentes e editores. No entanto, nenhum trabalhador — nem jornalistas, nem gráficos, nem pessoal administrativo — recebeu a segunda parcela do 13º, que venceu ontem.

Em função do Natal, durante o qual o jornal funciona em regime de plantão, a assembleia conjunta realizada na tarde desta sexta-feira 21 decidiu manter a greve suspensa. Uma nova assembleia foi marcada para quinta-feira 27, antes do começo do plantão de Ano Novo, para que os trabalhadores decidam o que fazer.

As assembleias dos jornalistas e dos empregados na administração estão marcadas para 13h30 e 12h30, respectivamente, na porta do jornal. A assembleia dos gráficos será na quarta-feira 26, às 21h.

Na quarta 26 haverá uma reunião de mediação no Ministério do Trabalho.

Embora a empresa tenha assumido o compromisso de não fazer retaliações nem descontar os dias parados dos grevistas, a folha salarial de janeiro está sendo feita com descontos, segundo informações obtidas pelos sindicatos.

Os sindicatos procuraram a empresa, mas não obtiveram nenhuma informação oficial sobre o pagamento do 13º e dos salários de janeiro.

Leia também:

Trabalhadores do EM interrompem greve; sexta-feira 21/12 haverá assembleia conjunta com jornalistas e gráficos

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[21/12/18]

Veja também

Greve dos trabalhadores do Estado de Minas é mantida

Reunidos em mais uma assembleia na porta do jornal Estado de Minas, no bairro Funcionários, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *