A Folha contra o Datafolha

Por Marcos Coimbra, na Carta Capital.

Alguns relevantes dados coletados pelo instituto ficaram escondidos no jornal.

O jornal Folha de S.Paulo não gosta do Datafolha. Manda-o fazer pesquisa, paga por ela, recebe os resultados e mete-se a bagunçá-los. Desde quando resolveu pisar no acelerador para alavancar a imagem de Michel Temer, vem fazendo isso, causando embaraços e ferindo suscetibilidades internas. Não que a direção do jornal se incomode. Ao que parece, o fim (acabar com o lulopetismo) justifica os meios (quaisquer que sejam). Os incomodados que se retirem. Na pesquisa mais recente, repetiu a dose.

A começar pela manchete da quarta-feira 31. Uma proeza: “Sem Lula, Bolsonaro lidera…” E com Lula, o que acontece? Ou os donos do jornal já decretaram que é assim que vai ser? Havia duas razões para fazer pesquisa agora: 1. Saber se a nova condenação do ex-presidente teria afetado a intenção de voto em seu nome. 2. Avaliar seu poder de transferência, na hipótese de ele não ser candidato em função dessa sentença.

A pesquisa tratou das duas questões, mas o jornal bagunçou tudo. Recusou-se a destacar o fato óbvio identificado pelo instituto: Lula mantém-se em folgado primeiro lugar, apesar da caçada judicial a que é submetido e apesar do modo como a grande imprensa o apresenta.

Ela também mostra que Lula possui forte capacidade de transferir votos a outro candidato: no total do eleitorado, 27% dos entrevistados disseram que “(…) escolheriam com certeza um candidato que tivesse o apoio” do ex-presidente. Ou seja, caso Lula não venha a concorrer, o primeiro lugar seria de quem quer que ele aponte (sem contar os outros 17% que afirmaram que “talvez votassem” nesse nome).

Este, o aspecto mais relevante da pesquisa, foi escondido pelo jornal no canto inferior direito da página A5. Muitos leitores nem sequer o perceberam. Ganha alguém com essas prestidigitações? O debate nacional é enriquecido quando dados de realidade são camuflados? Só uma coisa é certa: perde o Datafolha, embora não seja quem faz o jornal.

(Publicado no portal do FNDC.)

[7/2/18]

Veja também

15 projetos de lei endurecem penas de crimes contra jornalistas no Brasil

Por Júlio Lubianco Num momento de piora da liberdade de imprensa no Brasil, pelo menos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *