Ocupe Brasília: Fenaj mantém mobilização contra reformas do governo

Com o adiamento da votação da Reforma da Previdência, todas as centrais sindicais e movimentos sociais intensificam ações de pressão ao Congresso Nacional. Para o dia 24 de maio está confirmada a Marcha e Ocupação de Brasília. A Federação Nacional dos Jornalistas – Fenaj orienta seus filiados a organizarem suas bases para participarem do ato na capital federal ou para pressionarem os parlamentares, em cada estado, contra as reformas do governo Temer.

Uma pressão que já começa a dar resultados. Informações sobre o clima entre os parlamentares no Congresso dão conta de que deputados e senadores estão muito incomodados com as mobilizações da classe trabalhadora.

Por este motivo é preciso ampliar a pressão em todos os estados, para que os parlamentares sintam o descontentamento de suas bases eleitores.

“A Greve Geral do último dia 28 mostrou que a informação está chegando à população que está participando de todas as atividades convocadas. E assim como fizemos a maior Greve Geral da história, também faremos a maior manifestação que Brasília já viu”, apontou o secretário-geral da CUT, Sérgio Nobre.

Com informações da Central Única dos Trabalhadores – CUT.

Foto: Sindicato dos Trabalhadores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica da Paraíba.

(Publicado no saite da Fenaj.)

Veja também

15 projetos de lei endurecem penas de crimes contra jornalistas no Brasil

Por Júlio Lubianco Num momento de piora da liberdade de imprensa no Brasil, pelo menos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *