Correio Braziliense atrasa salários e primeira parcela do 13º

Nota de repúdio ao Correio Braziliense 

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do DF vem manifestar seu repúdio ao Correio Braziliense pelo descaso com os trabalhadores. A empresa não pagou  ainda os salários de editores e repórteres especiais do mês de novembro (que deveria ser pago no início deste mês) e não repassou a primeira parcela do 13° salário no prazo.

Além de não pagar a primeira parcela do 13º salários, a empresa vem atrasando o recolhimento do FGTS e prejudicou os trabalhadores na mudança do plano de saúde. Nos últimos anos, realizou também várias demissões, inclusive de quadros históricos do veículo.

O pagamento dos  salários em dia é uma  obrigação da empresa  no sentido da  valorização profissional e respeito para com as pessoas que trabalham no jornal. Por isso, juntamente com a categoria, repudiamos a atitude do Correio que não honra com o seu compromisso junto aos jornalistas, que hoje não têm  a tranquilidade que precisam para trabalhar.

O SJPDF já entrou em contato com o RH da empresa cobrando essas questões. Sobre o 13o, a resposta foi que o pagamento será efetuado até o dia 20. Sobre os salários, não há previsão. Cobramos do jornal uma postura transparente sobre a sua real situação financeira e sobre os repasses aos trabalhadores.

O sindicato convoca os trabalhadores do Correio para assembleia no dia 10 de dezembro, às 13h. O objetivo é debater a situação financeira do Correio Braziliense e iniciativas em relação a isso para garantir o direito dos trabalhadores aos seus salários e o cumprimento da legislação e da Convenção Coletiva de Trabalho.

 

(Publicado no saite do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal, em 7/12/15.)

Veja também

Câmara de Aracaju aprova exigência de diploma para jornalistas no poder público municipal

A Câmara Municipal de Aracaju (SE) aprovou por unanimidade nesta quarta-feira 21/10, em sessão remota ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *