Comitê Popular destaca risco de topar com alguém de covid em BH e critica defesa da PBH de prescrição de ivermectina

A quinta edição do Boletim de Monitoramento do Comitê Popular de Belo Horizonte de Combate à Covid-19, divulgado nesta sexta-feira (01/07/22), destaca quais são os riscos de se encontrar com alguém com COVID-19, considerando a taxa atual de incidência da doença em BH, que é de 381 casos por 100.000 habitantes), maior do que o mobitoramento anterior, indicando que o contágio segue em alta na capital mineira.

Em editorial, o Comitê destaca ainda a nota da Prefeitura de Belo Horizonte sobre o caso divulgado pelos veículos de comunicação da prescrição, em um posto de saúde da capital, do kit cloroquina (ivermectina e azitromicina), já considerado ineficaz pelas entidades de saúde mundiais e que ainda pode acarretar riscos para a saúde de quem utiliza sem necessidade esses medicamentos.

A PBH, em nota, afirmou que “a prescrição de qualquer medicamento a partir da necessidade de cada paciente é prerrogativa do médico” , citando uma parecer de 2020 do Conselho Federal de Medicina (CFM), já amplamente contestado pela justiça e pelas comunidades científicas e da bioética, e que já deveria ter sido há muito revogado. Para o Comitê, esse caso revela incompetência na orientação para utilização da ivermectina que, além de ineficaz , aumentou os casos de intoxicação, quando comparado com o período pré-pandemia.

“Além disso, a posição da PBH autoriza que condutas como a aqui relatada se repitam, desconsiderando a ciência, desrespeitando o paciente e causando danos a eles. O comitê repudia esta atitude da profissional, a postura da Prefeitura e a manutenção do Parecer 004/2020 do CFM e se solidariza com a postura da mãe do paciente”.

O Comitê Popular de Combate à Covid em Belo Horizonte foi criado em função da dissolução, pela secretária de Saúde, do grupo criado em março de 2020 para acompanhar a evolução da epidemia, sistematizar dados e orientar a população e a área médica sobre o avanço da doença e medidas de contenção. Além do comitê da PBH ser dissolvido pela secretária municipal de Saúde, Cláudia Navarro, o boletim diário passou a ser divulgado com intervalos de 3 a 4 dias sem incluir as taxas de ocupação de leitos e transmissão do vírus, dados contidos no boletim do comitê popular.

Confira a 5ª edição do Boletim
1/7/22

Veja também

Saiba como votar nas eleições da FENAJ; votação ocorre nos dias 26, 27 e 28 de julho

  Jornalistas profissionais poderão votar nos dias 26, 27 e 28 de julho, nas eleições ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *