Edson Júnior, o Dum, ilustrador e infografista do "Hoje em Dia", também prestou sua homenagem a Neuber

Jornalismo esportivo perde Neuber Soares, o eterno defensor do Cruzeiro

Faleceu neste sábado à noite, de infarto, o jornalista Neuber Soares, que ficou conhecido por defender o Cruzeiro na bancada do programa “Alterosa Esporte”, da TV Alterosa.  Neuber começou sua carreira como revisor do jornal “Diário da Tarde”, o “DT”. Em seguida, foi repórter de polícia, fazendo cobertura do Fórum Laffayette. Nessa função, trabalhou por cerca de 20 anos, até o fechamento do “DT” em 2007.

Do “Diário da Tarde”, Neuber foi para a TV Alterosa, onde exerceu a atividade que o tornou conhecido: a de defensor do Cruzeiro. Nos últimos anos, ele mantinha um canal de vídeo na internet.

O jornalista deixou esposa e dois filhos. Seu corpo foi velado durante duas horas, no início da tarde deste domingo, e sepultado às 14h, no cemitério Parque Renascer, em Contagem.

Em nota oficial, pelas redes sociais, o Cruzeiro lamentou a morte do jornalista: “Lamentamos com profundo pesar a morte do jornalista e grande cruzeirense Neuber Soares. Aos familiares, amigos e seguidores do trabalho de Neuber, nossos sinceros sentimentos neste momento de luto e tristeza.” Ao longo do dia, também pelas redes sociais, amigos e colegas de trabalho do jornalista lamentarem seu falecimento:

Gabriel Pascoal

“Um cara genioso e de coração imenso. Seu outro exemplo além do profissional foi o de um amor imensurável pela família. Sempre atento e disponível. Obrigado, meu amigo, por sua companhia por muitos anos. A saudade será eterna.”

Elian Guimarães

“Gostaria de expressar meus sinceros sentimentos aos familiares. Perdemos um grande companheiro de todas as horas. Em toda sua trajetória no ‘Diário da Tarde’, foi um amigo que sempre estava ao nosso lado quando necessário. Que vá em paz.”

Ademar Fulgêncio

“Sempre foi um bom colega, alegre e muito prestativo.”

Quinho

“Trabalhei com o Neuber na redação do DT durante anos. Ele era um sujeito alegre, mas se o Cruzeiro perdesse, ficava extremamente mal humorado. Nessas horas, os colegas evitavam até dar um boa tarde para ele, para não levarem uma ‘patada’. Imagino, pela situação do time, que o estado emocional dele não​ devia estar dos melhores. E quem conheceu o Neuber no dia a dia, sabe: ele levava a sério demais essa coisa de torcer.”

Edson Júnior, o Dum, ilustrador e infografista do “Hoje em Dia”, também prestou sua homenagem a Neuber

Leopoldo Siqueira

“O que tinha bandeira na torcida celeste. O que não tinha ‘papas na língua’. O jornalista. O torcedor. O companheiro de grandes jornadas. O que tem nova bancada. Deus acolha. E fortaleça a família.”

Denner Taylor

“Chocado com a notícia da morte de Neuber Soares. Lembrado em quase todos os posts por sua fantástica participação na bancada do Alterosa Esporte, Neuber foi muito mais. Repórter policial do ‘Diário da Tarde’, foi um dos grandes do gênero, considerado a verdadeira escola de jornalismo, mas atualmente desvalorizado ou mal feito nos programas sensacionalistas de TV. Conheci Neuber nas coberturas de rua no início de minha carreira, nos anos 90. Se não chegamos a ser amigos, fomos bons companheiros nas pautas diárias e rondas pelas delegacias de BH. Paciente e didático, me dava dicas valiosíssimas, principalmente de como me portar e abordar fontes em situações desconfortáveis. Também me ensinou a ‘confiar desconfiando’ nas informações oficiais passadas pela polícia. Enfim, foi no mínimo um grande conselheiro. Descanse em paz e saudações celestes. Vai brilhar entre as cinco estrelas que tanto amava”.

Veja também

“É revoltante que uma mulher, jornalista, negra não esteja segura dentro dos estádios”, escreve estudante de jornalismo que teve seu trabalho cerceado no Mineirão

Ser mulher e ter o objetivo de atuar no mundo esportivo é um desafio que ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *