Aposentado, ajude seu Sindicato a continuar vivo e ativo!

Se você é jornalista aposentado e pode contribuir com o seu Sindicato, esta mensagem é para você. O SJPMG precisa da sua ajuda para continuar funcionando.

Os últimos anos não têm sido fáceis, nem para os jornalistas, nem para o Sindicato.

Você que é aposentado e sempre contribuiu com o seu Sindicato provavelmente tem boas recordações das inúmeras lutas e atividades realizadas pelo SJPMG ao longo de 75 anos. Agora, o Sindicato precisa da contribuição de todos, inclusive dos aposentados.

“Acho que o jornalista deve contribuir para o Sindicato mesmo depois de aposentado, se puder, para retribuir tudo que ele já fez por nós”, argumenta a repórter fotográfica e professora Vera Godoi.

Embora aposentada, ela faz questão de pagar a anuidade e acha oportuna a discussão desse assunto, para motivar também os profissionais mais jovens.

“Na hora do aperto, o jornalista sempre recorre ao Sindicato, e o Sindicato sempre correu atrás dos nossos direitos”, disse Vera.

A jornalista Sulamita Stelian, também aposentada, voltou a contribuir com o Sindicato. Apesar de morar fora de Minas Gerais há décadas, ela afirma que o SJPMG sempre foi o seu sindicato.

“O Sindicato me deu muito, nada mais justo que agora que ele passa por dificuldades eu volte a contribuir. Afinal, ele é a minha casa”, disse Sulamita.

Também jornalista aposentada, Hélia Ventura afirma que é perfeitamente compreensível que o Sindicato recorra aos aposentados neste momento difícil.

“Embora os aposentados já tenham dado sua contribuição e estejam agora desfrutando do merecido descanso, aqueles que puderem devem ajudar a manter seu Sindicato, porque sua situação financeira foi duramente solapada nos últimos anos”, disse Hélia. “Ainda temos sorte de ter sede própria, mas isso não é o bastante”, acrescentou.

Hélia defende que a categoria não pode depender nem do governo nem dos patrões, precisa ter independência.

“Nós, aposentados conscientes, não podemos nos furtar a contribuir, para que os jovens jornalistas tenham perspectivas”, disse.

A situação

Em 2015, o SJPMG reuniu várias gerações de jornalistas para comemorar, com muita alegria e entusiasmo, seus 70 anos e os 50 da Casa do Jornalista. De lá para cá, no entanto, sofremos – categoria e Sindicato – muitos golpes.

O imposto sindical, que representava 78% da receita do Sindicato, acabou, na reforma trabalhista do governo Temer.

Também os honorários sindicais em ações trabalhistas individuais, que eram pagos pelos patrões, foram abolidos.

Agora, o Sindicato depende exclusivamente da contribuição dos seus associados para sobreviver.

Todos os cortes de despesas já foram feitos pelo SJPMG. O Sindicato, que já teve 15 funcionários, agora tem apenas dois. Nenhum diretor é remunerado.

Uma intensa e permanente campanha de filiação vem sendo feita, com sucesso, e muitos jornalistas se associaram nos últimos anos. Muitos outros ficaram em dia.

Inúmeros bazares foram realizados, um sebo vendeu centenas de livros doados e um livro de outro recebeu adesões.

Graças a um patrocínio, a Casa do Jornalista passou por reforma visando a oferecer espaços para alugar, que vão gerar receita para o Sindicato.

O combate à pandemia, porém, impossibilita o aluguel dos espaços e até a realização de bazares, sem falar nos empecilhos do funcionamento remoto.

Para completar, algumas empresas jornalísticas descontam mensalidades dos seus empregados mas não as repassam ao SJPMG.

Apesar de tudo isso, o Sindicato vive uma das suas fases mais atuantes, em defesa dos jornalistas. A nova diretoria, recentemente eleita com expressivo apoio da categoria e representação da diversidade atual dos jornalistas, deu novo fôlego à entidade.

Mas precisa do apoio de todos os associados, inclusive dos aposentados.

Por isso, se você é aposentado e pode contribuir, sua ajuda será muito bem-vinda.

O SJPMG sugere a contribuição de R$ 100. Se você puder contribuir com mais, melhor, se puder contribuir com a anuidade normal, será ótimo.

O dinheiro será usado para pagar salários dos funcionários e as despesas inevitáveis: luz, água, telefone, internet. Enfim, para manter o Sindicato funcionando.

Deposite na conta do SJPMG no banco Itaú:

Banco 341 (Itaú)
Agência 1403
Conta corrente 52308-5
CNPJ 17.444.951/0001-52

Se tiver dúvida, entre em contato com o SJPMG pelo celular e WhatsApp (31) 9-8798-2198 ou pelo e-mail registro@sjpmg.org.br.

[6/8/20]

 

Veja também

SJPMG e Fenaj repudiam agressões a repórter da TV Integração em Prata (MG)

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais e a Federação Nacional dos Jornalistas vêm ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *