Jornalistas Ao Vivo debate o trabalho dos profissionais ‘freelancers’

A nova tabela de preços de trabalhos jornalísticos freelancers do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais foi um dos assuntos do Jornalistas Ao Vivo, o canal de debate do SJPMG com a categoria, realizado nesta quinta-feira 16/7. Foi a segunda live Jornalistas Ao Vivo, que vem sendo realizada quinzenalmente.

Elaborada com base em tabelas de outros sindicatos, em preços praticados no mercado e na experiência de profissionais consultados, a Tabela Referencial de Valores para Jornalistas Freelancers 2020-2021 está disponível no saite do SJPMG em formato PDF.

Ela contém preços de referência para trabalho de reportagem e redação, edição, revisão, diagramação, fotojornalismo, assessoria de imprensa, redes sociais, cobertura cinematográfica, rádio e locução, além de dicas para elaboração de contratos.

Na página também estão disponíveis dois modelos de contrato, um de prestação de serviços freelancer e outro de cessão de direitos, em formato Word.

“A tabela é um instrumento importante para o jornalista negociar preços quando for fazer algum trabalho freelancer”, disse a diretora do SJPMG Joana Suarez. Ela acrescentou que as dicas mostram pontos nos quais o jornalista deve ficar atento ao assinar um contrato de frila.

A sindicalização é fundamental para os profissionais que trabalham frilando, não só como apoio contra a precarização, mas também para participação nas lutas da categoria e na formação de uma rede de colaboração para execução de pautas.

Clique AQUI para ir à página da nova tabela.

O debate foi conduzido por Joana Suarez e pelo também diretor do SJPMG Nilmar Lage, ambos com grande experiência como frilas. Participaram a jornalista e bacharel em direito Maura Eustáquia, também diretora do SJPMG, e a contadora e advogada Patrícia Antonacci.

Objetivo e prático, o debate abordou diversos temas de interesse dos profissionais que atuam como frilas e esclareceu dúvidas do público. Além dos depoimentos enriquecedores de Joana e Nilmar, foram tratados assuntos como elaboração de contrato, modelos de formalização do trabalho (autônomo, MEI e pessoa jurídica) e contribuição previdenciária.

“A mensagem é: preocupe-se com o futuro”, disse Joana, expressando uma preocupação da diretoria do SJPMG.

Veja abaixo o vídeo do debate. A live foi apoiada pelo Sind-Rede.

[17/7/20]

Veja também

Campanha Salarial 2020 dos jornalistas, assessores e radialistas: saiba como estão as negociações com os patrões

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *