Folha de Brumadinho faz jornalismo local no município marcado pelo crime da Vale

O jornalista Marcos Amorim lançou no dia 15/6 o portal Folha de Brumadinho, voltado principalmente para a cobertura de assuntos de interesse do município. Com dez anos de profissão e experiência na TV Bandeirantes, rádio Band News FM, programa Minas Rural da Emater-MG, além de assessorias de comunicação, Marcos Amorim realiza um velho sonho de criar um veículo de comunicação na comunidade em que nasceu. A intenção é lançar também uma versão impressa, com periodicidade mensal, em julho.

“O jornalismo local é ao mesmo tempo mais fácil e mais difícil de fazer, pelo envolvimento que eu tenho na comunidade”, disse Marcos. “O maior desafio é a imparcialidade, noticiar a verdade como ela é.”

O projeto começou em 2018, mas teve de ser adiado em conseqüência da tragédia que se abateu sobre Brumadinho em janeiro de 2019, e foi retomado em abril deste ano. Como grande parte dos moradores do município, Marcos foi drasticamente prejudicado pelo rompimento da barragem de minério da Vale, que matou 259 pessoas.

“Naquele momento tivemos que nos envolver de corpo e alma na questão do rompimento da barragem. Por esse motivo paralisamos a implantação do jornal”, explicou o jornalista.

Acrescentou que muitos problemas sociais surgiram em Brumadinho depois do crime da Vale, entre eles o aumento da violência. Com a pandemia, os problemas se agravaram. Segundo o jornalista, o fim do isolamento social foi prematuro e os casos da covid-19 dispararam.

Credibilidade

A sede do jornal fica no distrito de Marques, onde Marcos. Além do seu próprio trabalho, ele conta com vários colaboradores voluntários. O objetivo é produzir “o maior e mais completo portal de notícias do município”.  Compromissado com a informação, a verdade, os fatos do dia a dia e a participação popular, a Folha pretende ser um jornal moderno, inteiramente digital.

“O jornal nasce da necessidade cada vez mais frequente da nossa sociedade, na busca da informação com credibilidade”, afirmou Marcos. “Mesmo com os avanços tecnológicos e a internet, as pessoas ainda têm muitas dificuldades em ter acesso às notícias, principalmente aquilo que afeta diretamente sua vida, sua rua, seu bairro, sua comunidade, enfim, o seu município.”

Como Brumadinho é um município muito grande, a dificuldade de cobrir todas as comunidades é imensa. O acesso à internet e à telefonia móvel ainda é limitado.  “Vamos focar nas regiões mais distantes e muitas vezes esquecidas”, anunciou Marcos.

Nos primeiros dias de funcionamento, a Folha de Brumadinho já contém amplo material sobre o município, não só notícias, mas também informações turísticas e culturais, além de uma editoria específica sobre a tragédia provocada pela Vale, destacada na primeira página. O portal publica ainda noticiário de economia, política, esportes, educação e saúde.

Clique AQUI para conhecer o portal.

[22/6/20]

 

Veja também

Livro de óbito dos escravizados de Bom Jesus do Amparo será restaurado

Por Eduardo Motta, Diário Entre Serras Bom Jesus do Amparo – O Conselho Municipal de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *