Foto de protesto feito em março contra não pagamento de salário. Atrasos são constantes

Jornal Hoje Em Dia ainda não pagou salários dos jornalistas e trabalhadores da administração

O jornal Hoje Em Dia não pagou o salário dos seus funcionários. Até hoje, dia 18 de maio, ninguém recebeu. Nem os jornalistas nem os trabalhadores da administração.

O jornal , que pertence ao ex-prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz, não pagou o adiantamento que deveria ter sido depositado no dia 20 de abril, não depositou o salário que deveria ter sido quitado no dia 8 de maio e ainda cortou o salário de todos os trabalhadores em 25%. Daqui a dois dias está previsto o pagamento do adiantamento do mês de maio, mas a expectativa é que não deve ser quitado também.

A empresa também não recolhe FGTS, não paga férias em dia e todos os meses atrasa o salário. A cada dia os atrasos são maiores, tornando a situação de seus funcionários insustentável.

O jornal também não dá nenhum posição ou informação oficial sobre o atraso e nem responde os questionamentos enviados pelos sindicatos sobre o não pagamento dos salários.

O Ministério Público do Trabalho abriu um inquérito para apurar as irregularidades, mas o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais ainda não foi ouvido.

Também não foi pago o vale-refeição de nenhum dos trabalhadores. Estava previsto um crédito para o dia 1 de maio, mas ele foi cancelado.

Em fevereiro de 2017, o jornal demitiu 38 jornalistas sem pagar as verbas rescisórias e sem quitar nem ao menos o salário do último mês trabalhado integralmente.


Em protesto, o SJPMG ocupou a antiga sede do jornal, envolvida em transações investigadas pela operação Lava Jato. Todos os trabalhadores dessa época receberam praticamente toda verba devida pelo ex-prefeito.

 [18-05-2020]

Veja também

Chapa 2 vence as eleições com 87,32% dos votos

A Chapa 2  encabeçada pela atual presidenta do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *