Sindicato faz recomendações a jornalistas de assessorias

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG) preparou orientações às assessorias de imprensa dos setores público e privado que continuam trabalhando para manter a população informada sobre a pandemia de covid-19, fazendo a ponte com jornalistas de redações. Nesse momento, o jornalismo é mais do que nunca essencial, mas é preciso trabalhar com cuidado e responsabilidade.

O jornalista que tiver algum tipo de problema deve procurar o Sindicato.

A seguir, as orientações.

-Criar Comitês de Prevenção ao Coronavírus, com representação dos trabalhadores.

-Todas as funções que possam ser exercidas remotamente – como, por exemplo, redação e diagramação de jornais e boletins internos, sugestões de pautas e entrevistas, notas à imprensa, notícias para intranet, portais e redes sociais dos assessorados – devem ser realizadas em casa. Custos com conta de telefone, caso não haja celular corporativo, internet e energia elétrica devem ser arcados pela empresa. Esse acordo deve ser feito por escrito, preferencialmente.

-Caso seja necessário manter plantões na sede da empresa – o que deve ser restrito às assessorias de serviços essenciais –, devem ser feitos rodízios, de forma a manter o menor número possível de funcionários em ambientes fechados e evitar a circulação de pessoas.

-Deve haver distanciamento mínimo 3 metros entre uma estação de trabalho e outra.

-Equipamentos compartilhados como teclados de computador, telefones, rádios, gravadores, câmaras e microfones devem ser higienizados com álcool em gel a cada troca de turno e após o uso por cada entrevistado.

-Em caso de atividades corporativas imprescindíveis que precisem de acompanhamento dos assessorados, seguir as recomendações das autoridades sanitárias, tais como: manter distância, evitar locais aglomerados ou que possam ser foco de contaminação, como hospitais e postos de saúde, não compartilhar objetos etc.

-Optar sempre por oferecer fontes por videoconferência ou telefone, mantendo contato pessoal com o mínimo de pessoas. Realizar todas as coletivas on-line.

-Suspender todas as viagens a trabalho.

-Pessoas do grupo de risco e maiores de 60 anos devem trabalhar remotamente. Se não for possível, devem ser afastados do trabalho sem corte dos vencimentos.

-Profissionais que com dificuldade respiratória ou que apresentem sintomas do covid-19 ou outras viroses – febre, tosse seca, falta de ar – devem ser dispensadas de qualquer atividade profissional, mesmo que não tenham resultado de exames positivos. Esta medida servirá para proteger colegas e outras pessoas, ao evitar que tenham contato com alguém possivelmente contaminado.

-Quem tiver retornado de viagem ao exterior deverá ficar sete dias em isolamento, de acordo com orientação do Ministério da Saúde.

O SJPMG está à disposição dos jornalistas para esclarecimento de dúvidas ou atendimento de demandas pelos telefones: (31) 9-8239-4231 e (31) 9-8798-2201.

[20/3/20]

 

Veja também

SJPMG repudia ataques a jornalistas por vereadora de Bom Jesus do Amparo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar os ataques feitos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *