Nota da SBPJor de apoio ao professor Felipe

A violência verbal contra o professor Felipe Boff, ocorrida durante o discurso que proferia como paraninfo na formatura da turma de jornalismo da Unisinos, no último sábado, 7/3, merece nosso repúdio. Trata-se de mais um sintoma da onda de desrespeito que se expande no país, sob a regência do Presidente da República, contra jornalistas e o jornalismo brasileiro, que encontra clima propício para se espalhar no âmbito universitário. Certamente, entre aqueles que se sentiram arranhados pela crítica do paraninfo, e reagiram com gritos e vaias, estão futuros jornalistas, que frequentam as salas de aula da Unisinos e ali estão sendo formados para o exercício do jornalismo nas mídias jornalísticas. Em outras ocasiões, a instituição já teve de conviver com manifestações incômodas, de cunho antidemocrático. Desta vez, no entanto, o fato de ter mobilizado uma escolta para garantir a segurança do professor na saída da cerimônia de formatura, evidencia que o clima de beligerância recrudesceu e que é preciso repensar, com urgência, o lugar da cultura acadêmica de respeito ao pensamento do outro dentro das salas de aula, principalmente no ensino do jornalismo, para que isso se reflita nas práticas cotidianas, dentro e fora da universidade. A SBPJor manifesta sua solidariedade ao professor Felipe Boff, reconhece a gravidade da situação, que excede este episódio, colocando-se ao seu lado na defesa do jornalismo e do ensino do jornalismo neste momento tão difícil que o país atravessa.

Diretoria e Conselhos da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor)

[16/3/20]

 

Veja também

Prazo de inscrição no Prêmio Neusa Maria de Jornalismo termina neste sábado 24/10

O prazo para inscrição de reportagens no 1º Prêmio Neusa Maria de Jornalismo termina neste ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *