Jornalistas da Sempre Editora têm dez dias para manifestar oposição à taxa de reforço sindical

Os jornalistas que se opuserem à taxa de fortalecimento sindical têm dez dias para se manifestarem formalmente, assinando documento próprio, no Sindicato, no horário de 13h às 18h.

A taxa corresponde a 2% do salário e será descontada apenas uma vez, no próximo pagamento. Ela é fundamental para manter o Sindicato funcionando. Desde a reforma trabalhista do governo golpista o SJPMG depende exclusivamente das contribuições dos jornalistas para sobreviver.

A taxa está prevista no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) que o SJPMG e a Sempre Editora assinaram.

Além da Sempre Editora, o SJPMG assinou acordos com os jornais Diário do Comércio e Metro. Desde que o sindicato patronal passou a se recusar a renovar a Convenção Coletiva de Trabalho, o SJPMG vem negociando acordos separadamente com cada empresa jornalística.

O ACT garante os direitos trabalhistas nele previstos, além do reajuste salarial pelo INPC, de 4,67% retroativo a 1º de abril de 2019.

O jornal Hoje em Dia também concedeu reajuste, mas ainda não assinou o acordo.

Se tiver dúvida, ligue para 3224-5011, no horário de 13h às 18h.

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[16/12/19]

 

Veja também

MPT arquiva denúncia da chapa 1 contra eleição do SJPMG

O Ministério Público do Trabalho (MPT) arquivou nesta semana denúncia envolvendo o processo eleitoral para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *