Jornalista lança livro sobre as epígrafes de Sagarana neste sábado 14/12

O jornalista e poeta Roberto B. de Carvalho lança neste sábado 14/12, das 13h às 16h, na Livraria Mercado Novo, no Mercado Novo (Avenida Olegário Maciel, 742, loja 2176), o livro As epígrafes de Sagarana. Concretização de uma ideia antiga do autor, o livro sai pela Editora Tipografia do Zé, de Belo Horizonte, na coleção Entretextos, do designer gráfico, editor, tipógrafo e impressor Flávio Vignoli. Composta em tipos móveis e impressa artesanalmente, a obra tem tiragem pequena: 145 exemplares numerados.

O livro contém 13 epígrafes de Sagarana, primeiro livro do escritor João Guimarães Rosa (1908-1967), publicado originalmente em 1946. Elas seguem a ordem de aparecimento no livro, com indicação do nome do conto que cada uma introduz e do universo da poesia oral e popular em que Guimarães Rosa foi buscá-las (provérbios, cantigas de roda, quadra de desafio etc.).

“Sempre achei que o conjunto das epígrafes de Sagarana daria um curioso livrinho de poemas. Apresentei meu projeto ao Flávio há aproximadamente um ano, ele gostou e bancou”, conta Roberto.

Abre o livro um curto estudo, no qual Roberto fala brevemente de Sagarana e das demais obras de Guimarães Rosa, e apresenta seu ponto de vista sobre as epígrafes desse livro modernista eterno, que revelou ao mundo o talento ímpar do escritor mineiro de Cordisburgo.

Natural de Paraisópolis (MG), Roberto B. de Carvalho é jornalista graduado pela PUC Minas e se especializou em jornalismo de ciência. Durante três décadas trabalhou como repórter e editor na revista Ciência Hoje, publicada inicialmente pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e mais tarde pelo Instituto Ciência Hoje. Paralelamente às atividades jornalísticas, dedicou-se também ao jornalismo cultural e à criação literária, principalmente poesia. Com Álvaro Garcia, Mário Flecha e Delfim Afonso Jr., fez parte da Oficina Literária Informatizada, que, nos anos 1980, desenvolveu meios inovadores de produzir e divulgar textos literários. Foi o editor responsável pela publicação da coletânea de poemas Taquicardias (1985), que reúne 24 autores em atividade à época em Belo Horizonte; é autor dos livros de poemas Planetário de Eros (1987) e Zoopornô e outros poemas (1997).

 

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[11/12/19]

 

Veja também

Cursos de Jornalismo da PUC Minas realizam o 2º JFest, com profissionais de renome internacional

Os cursos de Jornalismo da PUC Minas realizam no dia 21 de outubro o 2º ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *