8º Prêmio CDL BH divulga vencedores

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL BH) divulgou na sexta-feira 29/11, em cerimônia realizada no Automóvel Clube, os vencedores do 8º Prêmio CDL BH de Jornalismo. O prêmio, realizado com apoio do SJPMG, foi um sucesso; o número de inscrições superou os de todos os anos anteriores. Foram 168 reportagens inscritas aptas, 28,24% mais do que em 2018. O número de jornalistas inscritos também foi superior ao do ano passado em 11,59%.

A repórter Queila Ariadne ganhou quatro prêmios, nas categorias Impresso, Rádio e Internet. Tatiana Lagoa ganhou três, nas categorias Impresso, Rádio e Internet. Bruna Cevidanes, na categoria Televisão, e Ludmila Pizarro, nas categorias Impresso e Internet, ganharam dois. Entre os veículos, destacaram-se O Tempo (jornal impresso, portal e rádio Super), com cinco prêmios, e a Rede Minas, com dois prêmios.

O 8º Prêmio CDL BH de Jornalismo contemplou primeiro, segundo e terceiro lugares em quatro categorias: Impresso, Rádio, Televisão e Internet. As reportagens trataram de temas referentes aos setores de comércio e serviços em Minas Gerais. Os vencedores receberam prêmios na forma de vale-viagem: R$ 8 mil para os primeiros colocados, R$ 5 mil para os segundos colocados e R$ 3 mil para os terceiros colocados.

A seguir a lista completa dos vencedores.

Categoria Impresso

1º lugar: “Futuro em risco”, de Queila Ariadne, Ludmila Pizarro e Alexandre Mota, jornal O Tempo

2º lugar: “Portas abertas: imigrantes no comércio de BH”, de Tatiana Moraes e Paulo Henrique Lobato, jornal Hoje em Dia

3º lugar: “Economia subterrânea”, de Tatiana Lagôa, jornal O Tempo

Categoria Rádio

1º lugar: “Desemprego oculto”, de Tatiana Lagôa e Queila Ariadne, rádio Super

2º lugar: “Barragens em risco”, de Verônica Pimenta, Desirée Miranda, Leandro Siqueira, Lina Rocha e Márcia Bueno, rádio Inconfidência

3º lugar: “No meio do caminho”, de Queila Ariadne, rádio Super

Categoria Televisão

1º lugar: “Mercado longevidade”, de Renato Franco, Primitivo Filho, Bruna Cevidanes, Caio Tárcia e Lorena Mendonça, Rede Minas

2º lugar: “Mercado jogos digitais”, de Luciana Simões, Gabriel Rodrigues, Denise Ticle, Wellington Moreira, Alexandre Lemos e Daniel Perchê, TV Record

3º lugar: “Mercado de câmeras analógicas e LP ganha força”, Laura Zschaber Guimarães, Eduardo Amorim, Rafael Brasileiro, Bruna Cevidanes e Aline Scarponi, Rede Minas

Categoria Internet

1º lugar: “Nunca mais … Até quando?”, de Tatiana Lagôa, Queila Ariadne e Ludmila Pizarro, portal O Tempo

2º lugar: “Uberização da sociedade”, de Thiago Ricci, Amanda Dias, Bárbara Caldeira, Maíra Eduarda Faria, Moisés Santos, Rafael D’Oliveira, Roberth Costa, Sinara Peixoto, Vítor Fernandes e Vítor Fórneas, portal BHAZ

3º lugar: “O uso do crédito no comércio em tempos de crise”, Luiz Ribeiro dos Santos, portal Estado de Minas

Na foto, Queila e Tatiana recebem o prêmio pelo primeiro lugar na categoria Rádio.

(Informações da CDL BH. Crédito da foto: Alessandro Carvalho / CDL BH.)

 

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[3/12/19]

 

Veja também

Atingidos pela Samarco dão entrevista coletiva nesta sexta 6/12 sobre contaminação da água, do ar e do solo

Moradores de comunidades atingidas pela lama da Samarco (Vale e BHP), de Mariana e de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *