PL que torna a Inconfidência e sua programação objetos de proteção pelo patrimônio cultural está pronto para votação

O Projeto de Lei do deputado Professor Wendel Mesquita (Solidariedade) que reconhece a Rádio Inconfidência e sua programação como de “relevante interesse cultural do estado de Minas Gerais” está pronto para entrar na ordem do dia para votação em plenário. A informação é do saite da Assembleia Legislativa.

O PL 679 / 2019 foi publicado no Diário do Legislativo em 4 de maio passado. Ele prevê que a rádio e sua programação passem a ser objetos de “proteção específica, por meio de inventários, tombamento, registro ou de outros procedimentos administrativos pertinentes, conforme a legislação aplicável”.

O deputado Professor Wendel Mesquita é vice-presidente da Comissão de Cultura da ALMG. Na sua justificativa, ele alega que a Rádio Inconfidência “é responsável por levar aos ouvintes dos rincões de Minas, de forma ética, séria e comprometida com a verdade, informações de interesse público, bem como uma programação diária que inclui muita cultura, música boa e cobertura esportiva”.

Ele lembra que “a Rádio Inconfidência AM, apelidada na década de 30 de ‘Gigante no Ar’, é a radiodifusora de som mais tradicional e de maior alcance no estado, podendo ser ouvida nos 853 municípios mineiros”. Afirma ainda que a emissora pública mineira “é conhecida por ser plural, por reconhecer e valorizar os artistas de todos os cantos e, sobretudo, por ser a cara do povo mineiro”.

“Para se ter uma ideia do seu alcance – afirma o projeto –, até mesmo em outros estados e, incrivelmente, em até outros países, é possível ouvir a Inconfidência AM e se divertir com uma programação que preserva até hoje programas da época da sua inauguração, como é o caso do A Hora do Fazendeiro. Esse é o mais antigo programa radiofônico do mundo, que toca todo dia a música sertaneja de raiz e traz dicas e informações atualizadas para o homem do campo.”

O deputado também apresentou requerimento solicitando ao Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha) providências para estudo sobre a Rádio Inconfidência e sua programação, com vistas a seu registro como patrimônio imaterial do estado.

Clique AQUI para ler o PL 679/2019.

 

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[18/9/19]

 

Veja também

Câmara de Aracaju aprova exigência de diploma para jornalistas no poder público municipal

A Câmara Municipal de Aracaju (SE) aprovou por unanimidade nesta quarta-feira 21/10, em sessão remota ...

2 comentários

  1. Maria Assunção Resende de Aguiar

    Fica Inconfidência.

  2. Maria Assunção Resende de Aguiar

    Inconfidência mineira a gigsnte do ar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *