Cimi recebe doações para 18 maxakalis que estão em Belo Horizonte

O Conselho Indigenista Missionário (Cimi), órgão da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), está recebendo doações de alimentos e em dinheiro para 18 indígenas da etnia Maxakali que estão abrigados nas suas instalações há mais de uma semana. Os alimentos não perecíveis (arroz, feijão, macarrão etc.) e legumes são para a alimentação do grupo; o dinheiro é para pagar o ônibus que levará os indígenas de volta à reserva, em Ladainha, no Vale do Mucuri, a mais de 500 quilômetros.

Os maxakalis – 12 adultos e 6 crianças – vieram a Belo Horizonte vender seu artesanato, o que normalmente fazem nas imediações da Rodoviária. Eles chegaram sem avisar e o Cimi os acolheu por compreender a escassez de recursos na região em que vivem, mas estava despreparado para mantê-los, informou a coordenadora do Cimi, Alda Maria Oliveira. Esta semana eles visitarão dois colégios particulares da cidade. A intenção é que retornem a Ladainha quando o dinheiro (R$ 1.600) for arrecadado.

Os endereços para doações são, preferencialmente, a própria sede do Cimi: Rua Joaquim Zenir Leite, 605, Bairro Paraíso, na Zona Leste da Capital (telefone: 3481-1181); e Rua Timbiras 1492, esquina com São Paulo (entregar ao porteiro e com destinação a Maybi Maxakali).

Os dados da conta do Cimi são: Banco Bradesco, agência 1203, conta corrente 30391-7.

Clique AQUI para conhecer mais sobre os maxakalis.

(Foto: aldeia maxacali, Boletin da UFMG.)

 

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[3/9/19]

 

Veja também

15 projetos de lei endurecem penas de crimes contra jornalistas no Brasil

Por Júlio Lubianco Num momento de piora da liberdade de imprensa no Brasil, pelo menos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *