Em rede social, Zema afirma que não extinguirá a Rádio Inconfidência

Em mensagem publicada em rede social, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, afirmou que não tem projeto de extinguir a Rádio Inconfidência e que o processo de interrupção da frequência AM ficará parado enquanto o governo estiver em debate “com as entidades”. Ele escreveu também que as demissões de trabalhadores só acontecerão depois de “análise criteriosa da grade de programação”, que ainda não há número definido de cargos a serem cortados e que “o máximo possível de funcionários da AM” será realocado na FM.

Foi a primeira vez que o governador afirmou publicamente que não pretende extinguir a Rádio Inconfidência. Em resposta ao comentário de um seguidor, Zema reconheceu a importância da emissora para a comunicação no estado e repetiu o compromisso assumido pelo governo em audiência pública realizada na Assembleia Legislativa, de não interromper a frequência AM enquanto estiver discutindo o assunto com os trabalhadores. Segundo Zema, o governo está “em diálogo aberto para buscar uma solução técnica” para a rádio.

Leia a íntegra da postagem do governador:

“Oi, Evair! Na nossa gestão, não há projeto de extinção da Rádio Inconfidência, grande patrimônio de comunicação de Minas. Pelo contrário: há enorme reconhecimento do veículo de comunicação no estado e a necessidade de honrar pendências deixas pelas antigas gestões. Em recente reunião com a ALMG, ficou definido que enquanto o governo está em debate com as entidades, o processo de interrupção da frequência AM fica parado. Ou seja, o governo permanece em diálogo aberto para buscar uma solução técnica para a questão, que envolve uma mudança tecnológica e uma legislação federal. Salientamos que não há data para o fechamento da frequência AM e nem número de cargos a serem cortados já definidos. Isso será feito com cautela, a partir de uma análise criteriosa da grade de programação da rádio e buscando realocar o máximo possível de funcionários da AM na FM.”

 

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[7/5/19]

Veja também

Eleição da Fenaj começa nesta terça-feira 16/7. Não deixe de votar

A eleição da nova Diretoria e do Conselho de Ética da Federação Nacional dos Jornalistas ...

2 comentários

  1. Minas até pode “trabalhar em silêncio”, ficar muda, jamais. FM, ou seja, alcance local, é o que será mantido? KKKKK. Queremos Minas falando longe, na OC de 49m e 19m. e OM de 880. Acabar com a AM é corrupção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *