Sindicato pede providências para que deputado não faça justiça com as próprias mãos

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público denunciar os ataques a jornalistas feitos pelo deputado estadual Coronel Sandro, do PSL, e solicitar às autoridades competentes providências para que o político não cumpra sua promessa de “fazer justiça” com as próprias mãos, conforme anunciou.

Em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa de Minas Gerais na terça-feira 2/4, no qual ameaçou usar a “pacificadora” e a “treme-terra” contra manifestantes, afirmou, literalmente:

“O caminho de homem de bem é a Justiça. Mas o caminho do homem de bem que não encontra resposta, ele mesmo faz a sua justiça. E eu vou fazer. Afastem-se de mim e afastem-se da minha família. É um aviso. Quanto à imprensa, eu estou processando todos”.

O motivo dos ataques do Coronel Sandro à imprensa são reportagens que revelam que, apesar de divulgar amplamente em redes sociais que abriria mão do auxílio moradia (R$ 4.377,73), ajudas de custo para as despesas do gabinete, conhecidas como verba indenizatória (R$ 27 mil) e a chamada verba do paletó (R$ 50.644,50), por não concordar com elas, o deputado gastou cerca de R$ 9 mil da verba indenizatória no mês de fevereiro.

As reportagens foram publicadas pelo saite Os Novos Inconfidentes e pelo jornal Estado de Minas nos dias 28 e 29 de março, respectivamente.

Para contestar as informações, o deputado Coronel Sandro preferiu tentar desqualificar os veículos de imprensa e os jornalistas. Divulgou vídeo em rede social no qual nega que tenha prometido abrir mão das verbas indenizatórias e classificou a matéria do Estado de Minas como uma “fake news”. No discurso feito na Assembleia, ele disse que processará outros jornalistas que publicarem notícia sobre o assunto.

Essa ação do deputado do PSL mineiro vem se somar a outras que nos últimos tempos se tornaram comuns entre apoiadores do presidente capitão Jair Bolsonaro. O próprio capitão presidente deu o exemplo, com ataques sistemáticos à imprensa e aos jornalistas.

No dia 1º de abril, o deputado Bruno Engler, do mesmo partido, divulgou vídeo em que “homenageia”, cantando parabéns pra você, os jornais Estadão, Folha de S.Paulo e “toda grande mídia”. Segundo o deputado, o dia da mentira é o dia “de vocês”.

É consenso na civilização contemporânea que a liberdade de imprensa é um dos pilares da democracia e que uma imprensa independente e forte é fundamental para impedir avanços totalitários. Só aos inimigos da democracia interessa o descrédito da imprensa e dos jornalistas.

O Sindicato espera que a ameaça de fazer justiça com as próprias mãos não se consume – nem contra jornalistas, nem contra qualquer outro cidadão. Como representante do povo mineiro, eleito democraticamente, o deputado Coronel Sandro tem o dever de ser um exemplo no cumprimento da lei e da Constituição que jurou. Às autoridades cabe tomar providências para que violências anunciadas não se concretizem.

O caminho da justiça na democracia é o respeito à lei.

 

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[4/4/19]

Veja também

Carteiras de jornalista da Fenaj têm novos preços

Depois de 12 anos sem reajuste, a Fenaj reajustou os valores cobrados para emissão das ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *