Estado de Minas não paga salários de trabalhadores da administração

O jornal Estado de Minas não pagou os salários dos trabalhadores da administração. São cerca de 60 funcionários que ainda não receberam os salários de março, a maioria dos quais participou do movimento grevista que lutou pelo pagamento do 13º, dos salários de novembro e dezembro e do plano de saúde, inclusive dirigentes sindicais.

Os editores, que não recebiam salários há meses, este mês receberam, mas nem todos. Pelo menos três dos que têm salários mais altos continuam sem receber.

Desde 2015 o EM vem colecionando irregularidades trabalhistas. Há quatro anos os trabalhadores que saem de férias não recebem o benefício, o FGTS não vem sendo recolhido, o INSS também não, os demitidos não recebem verbas rescisórias e os frilas estão sem receber há quatro meses.

Em dezembro do ano passado, os trabalhadores da administração do EM fizeram greve reivindicando o pagamento dos salários de novembro e do 13º. Em janeiro tiveram de recorrer novamente à paralisação do trabalho reivindicando o pagamento dos salários de dezembro e a regularização do plano de saúde.

O Sindicato dos Empregados na Administração de Jornais e Revistas acredita que o número de trabalhadores que não receberam o salário de março pode ser maior, porque muitos não comunicam o fato ao sindicato com medo de retaliação. Em janeiro, um empregado do setor financeiro foi demitido por participar do movimento grevista e suas verbas rescisórias não foram pagas.

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[11/4/19]

Veja também

Sakamoto: jornalistas estão em perigo e situação vai piorar

Os jornalistas estão em perigo, porque suas matérias estão irritando os poderosos. Vivemos um momento ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *