Vencedores recebem o 7º Prêmio CDL/BH de Jornalismo

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) divulgou na noite de sexta-feira passada, 30/11, os vencedores do 7º Prêmio CDL/BH de Jornalismo. A cerimônia de premiação foi realizada no Automóvel Clube com presença de 300 convidados. O prêmio teve o apoio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais.

Os 12 trabalhos premiados nas quatro categorias – Impresso, Rádio, Televisão e Internet – concorreram entre 133 inscritos, num crescimento de 10% no número de reportagens e de 17% no número de jornalistas participantes, em relação ao prêmio anterior.

Os jornalistas vencedores receberam vales-viagem, nos valores de R$ 7 mil para o primeiro lugar, R$ 4 mil para o segundo lugar e R$ 2 mil para o terceiro lugar.

Os premiados

Na categoria Internet, o primeiro lugar ficou com Fave-lópoles – Comércio desmistifica pobreza e violência em aglomerados de BH, publicada pelo portal BHAZ. A reportagem, que mostra o impressionante comércio nas favelas da capital, foi feita por Vitor Fórneas, Rafael D’Oliveira, Vitor Fernandes, Marcela Oliveira, Thiago Ricci, Cristiana Andrade, Henrique Coelho, Letícia Viana, Maira Monteiro, Roberth Costa e Tati Oliveira.

O segundo lugar na categoria ficou com Refugiados sírios apostam na gastronomia em Belo Horizonte, de Pedro Ângelo, Jorge Soares e Fernanda Garrafiel, do Portal G1. Em terceiro ficou a reportagem De nome limpo e saldo positivo, de Pablo Nascimento e Ana Gomes, publicada no portal R7.

Na categoria Rádio, foi vencedora a série de reportagens Fora dos trilhos: o mineiro perdeu o trem?, produzida para a Rádio Itatiaia por Rafael Nonato e Alessandra Mendes. O segundo lugar ficou com No olho da rua – o comércio ilegal em BH, reportagem feita por Júlio Vieira, Ike Yagelovic, Ana Luíza Bongiovani e Dimara Oliveira para a Rádio Band News. O terceiro lugar ficou com A indicação geográfica como estratégia comercial, reportagem de Márcia Bueno para a Rádio Inconfidência.

Faz comunidade!, da TV Record, ganhou o primeiro lugar na categoria Televisão. A reportagem foi produzida por Ivana Fonseca, Rafaela Carvalho, Rayllan Oliveira, Gisele Ramos, Aquidauana Rodrigues, Gustavo Assis, Reinaldo Carvalho, Jordane Silva, Anderson Linhares, Gladyston Caetano, Igoberto Oliveira, José Pinheiro e Wellington Luiz.

O segundo lugar na categoria foi para Tecnologia varejo, de Fantine Godoy, Mábila Soares, Victor Lobato, Inácia Soares, Filipe Carrijo, Marcelo Silveira e Maycon Stallone, da TV Bandeirantes. Em terceiro lugar ficou Internet das coisas, da TV Globo, feita por Luciane Amaral, Dênio Santos, Tábata Poline, Marina Borges, Arcênio Corrêa, Walter Junior, Edmilson Vieira, Stanley Matias, Fabiana Almeida, Danilo Girundi e Vanderlei Oliveira.

Na categoria Impresso, o primeiro lugar foi da reportagem A revolta dos centavos, produzida por equipe do jornal O Tempo formada por Rafaela Mansur, Queila Ariadne, Ísis Mota, Raphael Ramos, Cristiane Mattos, Léo Fontes, Moisés Silva, Sidnei Mesquita, Andréa Viana, Denver Oliveira, Fabiano Barroso, Hélvio Avelar e Aline Peres.

O segundo lugar na categoria foi para A herança da cana – o desemprego e seus reflexos no comércio do Jequitinhonha, do repórter Luiz Ribeiro, do Estado de Minas. Em terceiro ficou Mercado de franchising cresce em Minas, de Thaíne Belissa e Daniela Maciel, publicada no Diário do Comércio.

(Na foto, a equipe do BHAZ, que ganhou o primeiro lugar na categoria Internet, com o presidente da CDL BH, Bruno Falci. Crédito da foto: Marcelo Sant’Anna.)

 

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[3/12/18]

Veja também

Sindicato não abrirá nesta sexta 14/12

Por causa das obras de reforma na Casa do Jornalista, o Sindicato não abrirá nesta ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *