Operação da PF investiga compra do ‘predinho’ do Hoje em Dia

A compra da antiga sede do jornal Hoje em Dia pela JBS está sendo investigada pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal na Operação Ross, deflagrada neste terça-feira 11/12. A operação cumpre mandados de busca e apreensão em imóveis de Aécio Neves (PSDB-MG) e da irmã dele, a jornalista Andrea Neves, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais.

Matéria da Folha de S.Paulo cita a compra superfaturada pela JBS da antiga sede do jornal Hoje em Dia, por R$ 17 milhões, a pedido do senador, e uma suposta mesada no valor de R$ 50 mil que a empresa pagaria a Aécio por meio da Rádio Arco Íris, de propriedade da sua família.

A operação, chamada de Ross, surgiu a partir de delação de executivos da J&F e apura denúncias de compra de apoio político. Segundo a PF, Aécio Neves comprou apoio do Solidariedade por R$ 15 milhões. Também são investigados os senadores Antonio Anastasia (PSDB-MG) e Agripino Maia (DEM-RN) e os deputados federais Paulinho da Força (SD-SP), Benito da Gama (PTB-BA) e Cristiane Brasil (PTB-RJ).

Clique aqui para ler a matéria da Folha.

Clique aqui para ler matéria sobre a ocupação do “predinho” do Hoje em Dia por jornalistas demitidos em 2016.

(Crédito da foto: Ísis Medeiros / Brasil de Fato.)

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[11/12/18]

Veja também

TV Integração divulga nota sobre agressões a repórter em Prata

O Grupo Integração, proprietário da TV Integração, emitiu nota nesta sexta-feira 30/10 lamentando as agressões ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *