Estado de Minas 90 anos: trabalhadores não têm nada para comemorar

Nesta semana os trabalhadores do jornal Estado de Minas receberam um estranho convite. O senhor Álvaro Teixeira da Costa, diretor presidente da empresa, chamou a todos para uma festa pelos 90 anos do jornal.

Talvez o senhor Álvaro Teixeira da Costa e os demais condôminos dos Diários Associados ainda não perceberam, mas o fato é que os trabalhadores nada têm a comemorar. Jornalistas, gráficos e trabalhadores da administração seguem sem ter seus direitos respeitados pela empresa.

Atrasos dos salários, não pagamento do FGTS, férias não pagas, cortes de salários, precarização e a constante ameaça de demissões e retaliações não inspiram a nenhum clima de confraternização.

Sabemos muito bem que os condôminos, principalmente o senhor Álvaro Teixeira da Costa, ainda têm muito a festejar, pois continuam enchendo os bolsos e aproveitando do poder político e social que o jornal lhes confere.

Mas os trabalhadores não estão contentes, nem em clima de festa. Não adianta que durante uma tarde seja oferecida uma comemoração enquanto nos demais 364 dias do ano continuamos sendo explorados e tendo nossos direitos e salários destruídos.

Hoje os sindicatos dos Jornalistas, dos Gráficos e da Administração estão aqui não para comemorar, mas para reivindicar que os trabalhadores recebam o que merecem. Pois quem de fato faz esse jornal não são seus proprietários, mas aqueles que diariamente aqui trabalham.

Sindicatos dos Jornalistas, dos Gráficos e dos Trabalhadores da Administração.

Belo Horizonte, 7 de março de 2018.

Veja também

Certificados do Curso Livre de Jornalismo já estão disponíveis

Se você se inscreveu antecipadamente e assistiu 50% das aulas da segunda temporada do Curso ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *