Atentado à Liberdade de Imprensa: PM capixaba prende jornalista durante exercício profissional

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Espírito Santo – Sindijornalistas e a Federação Nacional dos Jornalistas – Fenaj repudiam veementemente a ação da Polícia Militar – PM do ES em prender um repórter do jornal Metro que flagrou uma ação violenta de policiais durante abordagem de rua ocorrida na segunda-feira, 7. O Sindijornalistas e a Fenaj estão perplexos com mais uma atitude intimidatória de agentes públicos do Estado que nada mais são do que um atentado à Liberdade de Imprensa e ao direito do profissional exercer sua profissão. Além do mais, destacam a falta de compromisso do secretário de Segurança Pública, André Garcia, que em reunião com a direção do Sindicato dos Jornalistas afirmou categoricamente, em 2013, que sempre respeitaria jornalistas que se identificassem ao filmar qualquer ação policial em vias públicas, como foi o caso.

Esperamos que o governo do Estado reveja esta posição autoritária e descabida das forças de segurança do Espírito Santo que, ao invés de investir contra trabalhadores, garanta a segurança para todos os capixabas.

O Espírito Santo continua ocupando altas posições no ranking de homicídios e assaltos ocorridos no país, bem como, há 10 anos está entre os primeiros lugares em violência.

O Sindijornalistas está acompanhando o caso e denunciará mais esta violação à liberdade de imprensa no ES aos organismos institucionais competentes.

(Publicado no saite da Fenaj.)

[17/8/17]

Veja também

Emissoras educativas mineiras migram da Rede Minas para a TV Cultura de SP

Emissoras de televisão educativas de Minas Gerais lideradas pela Associação Mineira de Rádio e Televisão ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *