Casa d@ Jornalista apresenta o show ‘Diz que fui por aí’, com Márcia Feres e banda

O Espaço Cultural Casa d@ Jornalistas será palco na próxima quinta-feira 8/6, às 21h30, do lançamento da cantora Márcia Feres. No show “Diz que fui por aí”, Márcia apresentará repertório clássico de samba, incluindo autores mineiros, e estará acompanhada de banda formada por músicos de reconhecida competência: Betinho Moreno (violão de sete cordas e direção musical), Rogério Sam (surdo), Mônica Santos (percussão), Túlio do Pandeiro (pandeiro) e Fabrício Cássio (cavaco).

Não se trata de um simples show, mas da reestreia da cantora, que já lançou um CD, mas teve a carreira interrompida e agora a retoma num projeto dirigido pelo produtor cultural Germán Milich. “O grande eixo do trabalho é a qualidade”, frisa Germán, que também é ator e músico. Uruguaio radicado em Minas há 14 anos, Germán tem importantes experiências no teatro mineiro e no Projeto Manuelzão. Atualmente dedica-se à produtora A Imensa Maioria, cujo objetivo é possibilitar que artistas vivam da arte.

É o caso de Márcia Feres. “Ela é uma grande cantora, que tem atividade artística semiprofissional e trabalha como assistente social”, explica Germán. Cantora que se define como barbacenense por condição, diamantinense por devoção, brasileira por vocação, Márcia Feres vive há muitos anos em Belo Horizonte e desde 2003 canta em tradicionais redutos boêmios e rodas de samba. Participa também de trabalhos de amigos músicos e projetos culturais da Prefeitura de Belo Horizonte e da PUC-MG.

Em 2011, apresentou o show “Samba, Amor e Pecadinhos”, ao lado do grupo Lúdica Música!, no qual interpretou Chico Buarque, Billy Blanco, Geraldo Pereira, Gilberto Gil, Djavan, Paulinho Moska, Zeca Baleiro e Caetano Veloso. Em seu último show, intitulado Sambabom, sob a produção musical de Sérgio Moragas, em 2013, retomou um repertório de samba de bambas como Paulo Cesar Pinheiro, João Nogueira, Ismael Silva, Moyséis Marques, Chico Buarque e Sérgio Santos.

Germán Milich encantou-se pelo talento de Márcia e, contratado pela artista, fez o planejamento da sua carreira. Ajudou a montar a banda, contratando os músicos de forma profissional. A pré-estreia do trabalho aconteceu no dia 19 de maio no Clã Espaço Cultural. Para o lançamento, foi escolhido a Casa d@ Jornalista, por “afinidade ideológica”.

“Somos artistas e queremos um mundo melhor pela participação política. O samba é uma resposta social, tem informação de rebeldia, é uma espécie de esperanto pela qual os brasileiros podem dialogar com outros povos”, argumenta Germán. “Pensamos na Casa d@ Jornalista como principal parceiro na hora de socializar o trabalho. Este é o momento de colocar o posicionamento político da banda”, explica.

SERVIÇO:

‘Diz que fui por aí’, show com Márcia Feres e banda

Data: 8 de junho, quinta-feira

Horário: 21h30

Local: Casa d@ Jornalista (Avenida Álvares Cabral, 400, Centro)

Ingresso: R$ 15

Reservas: (31) 9-8868-6728

[2/6/17]

Veja também

Fenaj adere à campanha Tributar os Super-ricos

Conjunto de medidas propostas pode elevar a arrecadação em cerca de R$ 300 bilhões e ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *