Hoje em Dia: protesto, reunião e assembleias

Trabalhadores dispensados do Hoje em Dia fizeram nesta terça-feira 15/3, entre 13h e 15h, uma manifestação em frente ao prédio do jornal, na Rua Padre Rolim, no Bairro Santa Efigênia, em Belo Horizonte. Além dos 36 jornalistas e 22 funcionários da administração, participaram diretores dos sindicatos das duas categorias.

Usando carro de som, os manifestantes denunciaram à população o calote da empresa e gritaram palavras de ordem. “Ruy Muniz, cadê você, eu vim aqui pra receber” foi um dos refrões.

O jornal foi comprado recentemente pelo empresário e político Ruy Muniz ao grupo Bel, que por sua vez o havia comprado da Igreja Universal, em 2013. Antigos e novos proprietários respondem na justiça pelos passivos trabalhistas da empresa, em ações movidas pelos sindicatos. No final de fevereiro, os novos donos fizeram uma dispensa em massa, sem comunicar os sindicatos, como a lei exige em casos assim. No final do ano passado, todos os gráficos já haviam sido demitidos e também levaram calote do grupo Bel.

Às 14 horas, o presidente do Sindicato, Kerison Lopes, o diretor Bruno Couto e o advogado Luciano Silva subiram à redação e realizaram uma assembleia com os jornalistas que continuam no empresa, para tratar de direitos que os jornal ainda não acertou com eles, como o depósito do FGTS e o pagamento do tíquete refeição.

 

 

Veja também

SJPMG e Fenaj repudiam agressões a repórter da TV Integração em Prata (MG)

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais e a Federação Nacional dos Jornalistas vêm ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *