Baile da Saudade traz cultura ‘soul’ à Casa do Jornalista neste sábado 13/2

Criado há 33 anos com o objetivo de manter viva a cultura soul em Belo Horizonte, o Baile da Saudade é a atração deste sábado, 13 de fevereiro, na Casa do Jornalista. Ele apresenta ao público a tradição dos bailes da cultura black baseada na música e na dança funky soul da década de 1970 e oferece espaço aos dançarinos para praticar e mostrar sua cultura.

O Baile da Saudade começou em 1983 numa reunião de amigos saudosos dos bailes de black music que aconteciam no centro da cidade nos anos 70 e que declinaram quando outros ritmos dominaram o cenário musical. Sem espaço para ouvir e dançar ao som da black music, o discotecário Toninho Black comprou uma caixa de som e disponibilizou sua rica coleção de discos de vinil para um baile mais intimista que reunia amigos e conhecidos.

Com o passar dos anos o baile se popularizou, ganhou endereço no bairro Venda Nova e conquistou frequentadores de todas as idades, classes sociais, raças. Agora, o Baile da Saudade – que já teve participação no filme “Uma Onda no Ar”, de Helvécio Ratton, e nos documentários “BH tem Hip Hop”, de Maurício PC e Júnia Torres, e “BH Soul”, de Tomás Amaral – retorna ao centro da cidade, região que concentrava a cultura black em Belo Horizonte nos anos 70.

No salão todo mundo é bem-vindo, não existem preconceitos nem pudores, cada um dança à sua maneira, afinal, o soul é dança e cada um cria o seu estilo. Os frequentadores mais antigos, no entanto, são um show à parte, seguindo à risca as tradições. Eles apresentam-se com roupas impecáveis, penteados afros e muitos acessórios. Cavalheiros vestem ternos, blazers, gravatas borboletas, casacos, coletes, suspensórios, chapéus e sapatos de bico fino lustrados. Damas abusam do brilho, dos penteados caprichados, da maquiagem elegante, brincos e colares coloridos e plataformas. No ambiente prevalecem a alegria, a gentileza, a elegância e a paixão pela música, pela dança e pela cultura black.

 

Baile da Saudade

Data: 12/2/16, sábado

Horário: 22h

Local: Espaço Cultural Casa do Jornalista (Avenida Álvares Cabral, 400, Centro, Belo Horizonte)

Informações: (31) 3459-5721

 

Veja também

Estudo global revela efeitos da pandemia no jornalismo

Por Taylor Mulcahey, IJNet A pandemia de covid-19 impactou muitos jornalistas e redações de uma ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *