NOTA OFICIAL

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais, a propósito da posição externada pelo presidente da Rede Minas de Televisão e da manifestação realizada hoje pelos seus servidores, reitera sua posição histórica de defesa do concurso público como forma de contratação dos trabalhadores da referida emissora. Foi o próprio Sindicato quem denunciou ao Ministério Público do Trabalho o processo de terceirização na emissora, com a contratação da oscip ADTV, denúncia que deu origem a um processo que levou à realização de concurso público.

O Sindicato considera necessário ao funcionamento da Rede Minas ter funcionários públicos comprometidos com a sociedade e cujo trabalho não esteja à mercê da mudança de governos. Por isso denuncia a tentativa de se refazer a terceirização, por meio de aditivo ao contrato com a ADTV, assinado no final de 2014.

O Sindicato está alinhado com todos os setores da sociedade que se opõem à atual ofensiva de precarização do trabalho e manifesta sua confiança nos servidores públicos da Rede Minas de Televisão, que, apesar dos salários não condizentes com suas responsabilidades, se dedicam à construção da televisão pública em Minas Gerais.

Diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais – 28/4/2015.

Veja também

SJPMG repudia ataques a jornalistas por vereadora de Bom Jesus do Amparo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar os ataques feitos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *