Patrões negam abono e retroativo integral para jornalistas de rádio e TV

O Sindicato das Empresas Proprietárias de Rádio e Televisão da capital insiste em não pagar o abono, uma conquista histórica dos jornalistas e radialistas de Belo Horizonte, e também não aceita pagar integralmente o aumento retroativo à data-base da categoria ( todo dia primeiro de abril). Alegando pandemia, as negociações sobre a campanha salarial foram paralisadas por iniciativa do sindicato patronal em abril do ano passado e só retomadas em setembro.

Desde então, os sindicatos dos Jornalistas e dos Radialistas insistem no pagamento integral dos direitos dos trabalhadores nas empresas de rádio e televisão. Em 2019, o abono pago foi de R$ 2.100 para todos os jornalistas e radialistas da capital mineira.

A proposta esse ano é zero de abono, apenas 3,3% de reposição da inflação, sem nenhum ganho real. Em relação ao retroativo, pago desde a década de 80, a proposta é de apenas seis parcelas e não onze (de maio até fevereiro somam onze parcelas em função do décimo terceiro) sem incorporar ao salário e paga em forma de abono, ou seja, não integra o salário, dividida de duas vezes. A proposta inicial era de 1,8% para os salários e pisos sem abono e sem retroativo.

No caso dos jornalistas de rádio e televisão do interior, a proposta é a mesma da capital, lembrando que nesse caso nunca houve abono. A proposta inicial do interior era 0% de reposição da inflação. Nas negociações, ela evoluiu para 3,3% nos salários e 2% para quem ganha o piso. Essa diferença de tratamento entre os menores e os maiores salários foi rechaçada pelo Sindicato e na evolução das discussões chegou-se a proposta de 3,3% para todos os salários, sem distinção, e seis parcelas de retroativo em forma de abono paga em duas vezes.

A convenção coletiva em vigor na capital e no interior vence em abril desse ano quando todas as cláusulas (econômicas, sociais e trabalhistas) terão de ser renegociadas. O sindicato vai realizar uma assembleia virtual no dia 18/02. Fique de olho no horário e na forma de consulta que vai ser anunciada ainda essa semana. Quem quiser receber o link no zap tem de mandar o nome completo e o do veículo para (31) 98798-2198.

 

[10/2/2021]

Veja também

Trabalhadores de emissora pública mineira querem volta ao teletrabalho por causa de explosão de casos de covid

Os trabalhadores da Rádio Inconfidência têm vivido dias de muita angústia, em razão de iminente ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *