Jornalista é sequestrado e torturado em Roraima

O jornalista Romano dos Anjos, apresentador da TV Imperial, afiliada da Rede Record em Roraima, foi sequestrado na sua própria casa na noite de segunda-feira 26/10 por três homens armados e encapuzados e encontrado na manhã do dia seguinte com um braço quebrado, o outro luxado e as pernas lesionadas. Seu carro, usado no sequestro, foi queimado.

A Polícia Civil de Roraima atribuiu o sequestro e a tortura do jornalista a um grupo de crime organizado. O senador Telmário Mota, do PROS de Roraima, chamou o jornalista de “bandido” e “mau caráter” e deu a entender que ele teve o que merecia. “Deve estar sendo vítima de suas próprias palavras”, disse o senador, em áudios divulgados pela revista Crusoé. Disse também que o jornalista calunia sua família há seis anos. Telmário Mota é investigado na operação que ganhou notoriedade pela prisão de outro senador de Roraima, Chico Rodrigues (DEM), com dinheiro na cueca.

A violência contra jornalistas é inaceitável em qualquer circunstância.

A Federação Nacional dos Jornalistas e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Roraima publicaram nota manifestando indignação e preocupação com o sequestro do jornalista e pedindo às forças de segurança do estado o máximo empenho na elucidação dos crimes.

“É preciso que toda a sociedade diga não à violência contra jornalistas, que é sempre um atentado à liberdade de imprensa e ao direito cidadão à informação”, enfatiza a nota da Fenaj e do Sindicato.

Clique AQUI para ler a nota da Fenaj e do Sindicato dos Jornalistas de Roraima.

Clique AQUI e AQUI para ler matérias do G1 e do UOL a respeito dos crimes.

(Foto: Polícia Civil de Roraima, G1.)

 

[28/10/20]

 

Veja também

Livro de reportagem sobre assassinato de Marielle escancara submundo do crime carioca

Os repórteres Chico Otávio e Vera Araújo lançaram nas livrarias, pela editora Intrínseca, Mataram Marielle ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *