Fenaj assume coordenação do FNDC para o biênio 2020/2022

O Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), entidade com quase 29 anos de história e que articula uma rede de mais de 400 entidades em todo o país, definiu na tarde de sábado 17/10 a composição de sua direção para os próximos dois anos. A nova coordenadora-geral é a jornalista Beth Costa, representante da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj)

A 23ª Plenária Nacional do FNDC foi realizada por meio de videoconferência na internet (foto), em respeito ao estado de calamidade pública motivado pela pandemia de covid-19. Todos os ritos do processo democrático que marcam a trajetória da entidade foram observados.

A Plenária do Fórum contou com 96 participantes inscritos, sendo 25 delegados de entidades nacionais filiadas, 2a delegados indicados pelos Comitês Regionais do FNDC e cinco suplentes, além de outras 45 pessoas inscritas como observadores e integrantes da comissão organizadora das atividades. Participaram representantes dos comitês estaduais do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Distrito Federal, Goiás, Bahia, Pernambuco, Paraíba e Pará.

Coordenação Executiva

Instância responsável pela condução política e administrativa da entidade, a Coordenação Executiva é composta por sete integrantes. Por 36 votos a favor, nenhum contrário e nenhuma abstenção, foi eleita a única chapa que se apresentou ao pleito, que terá como coordenadora-geral a jornalista Beth Costa, representante da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).

Costa já foi integrante da Executiva na gestão 2016/2018 e retona à direção da entidade com a tarefa de conduzir os rumos do FNDC pelos próximos dois anos. A secretaria-geral do Fórum volta ao comando do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, agora sob comando da também jornalista Larissa Gould.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) segue na Coordenação Executiva, dessa vez ocupando a Secretaria de Finanças, a cargo de Admirson Ferro Jr. (Greg). Na Secretaria de Organização, uma novidade: o professor Luiz Carlos Vieira representará a Confederação Nacional dos Trabalhadores m em Educação (CNTE), entidade que atua luta dos professores de escolas públicas em todo o país, com participação fundamental na articulação dos docentes da educação básica.

A Secretaria de Formação será ocupada pela jornalista Vanessa Galassi, representando o Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social, uma das entidades mais atuantes na luta por políticas democráticas de comunicação no país.

Na Secretaria de Comunicação, mais uma importante novidade. O posto será ocupado pelo jornalista Barack Fernandes, representando a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), entidade que congrega mais de 4 mil sindicatos de trabalhadores rurais do país, ajudando a organizar o imenso contingente de agricultores familiares, assentados da reforma agrária, extrativistas, quilombolas, pescadores e ribeirinhos do Brasil.

Por fim, segue na Executiva do FNDC a Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço), principal entidade na organização das rádios comunitárias do Brasil. O presidente da entidade, Geremias dos Santos, seguirá representando a Abraço em mais um mandato no FNDC.

Conselho Deliberativo

O Conselho Deliberativo do Fórum, composto por 21 integrantes (incluindo a Executiva), entre representantes de entidades nacionais filiadas e de comitês estaduais do FNDC, é a instância responsável pela definição do programa anual de atividades do Fórum, bem como das diretrizes para o orçamento da entidade. Pelos próximos dois anos, farão parte da composição do Conselho, eleitas com o voto de 33 delegados/as, nenhuma abstenção e nenhum votos contrário, as seguintes entidades:

– Clube de Engenharia

– Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM/CUT)

– Confederação Nacional dos Trabalhadores/as em Estabelecimentos de Ensino (Contee)

– Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef)

– Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN)

– União Brasileira de Mulheres (UBM)

– Conselho Federal de Serviço Social (Cfess)

– Viração Educomunicação

– Jornalistas Livres

– Comitê do FNDC do Paraná (FNDC/PR)

– Comitê do FNDC no Rio de Janeiro (FNDC/RJ)

– Comitê do FNDC no Distrito Federal (FNDC/DF)

– Comitê do FNDC na Paraíba (FNDC/PB) – no primeiro ano; e Comitê do FNDC na Bahia (FNDC/BA), no segundo ano

– Comitê do FNDC no Pará (FNDC/PA)

Conselho Fiscal

Com 31 votos a favor, nenhuma abstenção e nenhum contrário, a nominata eleita para o Conselho Fiscal do FNDC é composta pelas seguintes entidades titulares: Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS), Comitê do FNDC em Goiás e Comitê do FNDC na Bahia (para um mandato de um ano, alternando com o Comitê do FNDC na Paraíba, no segundo ano). Como organizações suplentes, foram eleitas a Federação dos Trabalhadores em Telecom Livre e o Comitê do FNDC no Espírito Santo.

Teses aprovadas

A 23ª Plenária Nacional do FNDC também aprovou novas teses, incluindo um documento de balanço, um documento de análise de conjuntura nas comunicações e um documento de Plano de Ação, que deve guiar as ações da entidade no próximo período. As versões finais dos documentos serão sistematizadas e divulgadas no portal da entidade nas próximas semanas.

(Publicado pela Fenaj. Fonte: FNDC.)

 

[20/10/20]

 

Veja também

ALMG tem surto de covid depois de convocar todos os terceirizados, muitos sem direito a plano de saúde

Já são seis trabalhadores da área de comunicação da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (quatro ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *