Sindicato dos Jornalistas do MS conquista testagem gratuita de covid-19 para profissionais do interior

Após três dias de testagem em massa para jornalistas de Campo Grande, que contemplou mais de 300 profissionais, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul (Sindjor MS) informa que os jornalistas do interior do estado, nos municípios que compõem a sua base sindical, também poderão fazer o teste rápido gratuito para covid-19, nas secretarias municipais de saúde.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Para realizar os testes, os profissionais deverão se apresentar nos locais designados dos respectivos municípios, munidos de documentação pessoal e comprovação da atividade jornalística, como o registro profissional, crachá ou assinatura em carteira. A pedido do Sindjor MS, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) encaminhou ofícios às secretarias de saúde das referidas cidades, autorizando a viabilização dos testes. Ao todo, são 53 municípios contemplados.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Essa é uma luta do Sindjor MS, que entende que os profissionais da imprensa exercem atividade essencial e estão amplamente expostos aos riscos de contaminação ao novo Coronavírus ao cobrirem pautas externas. O Sindjorgran, representante dos profissionais da imprensa da região de Grande Dourados, também já organizou a testagem na região, considerada epicentro da doença.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Compõem a base sindical do Sindjor MS os seguintes municípios: Três Lagoas, Corumbá, Sidrolândia, Aquidauana, Paranaíba, Coxim, Miranda, São Gabriel do Oeste, Jardim, Aparecida do Taboado, Chapadão do Sul, Anastácio, Bela Vista, Ribas do Rio Pardo, Ladário, Bataguassu, Bonito, Cassilândia, Nova Alvorada do Sul, Terenos, Costa Rica, Rio Verde de Mato Grosso, Sonora, Porto Murtinho, Água Clara, Nioaque, Camapuã, Brasilândia, Dois Irmãos do Buriti, Guia Lopes da Laguna, Japorã, Anaurilândia, Bodoquena, Santa Rita do Pardo, Pedro Gomes, Inocência, Laguna Carapã, Jaraquari, Bandierantes, Juti, Selvíria, Caracol, Vicentina, Corguinho, Douradina, Paraíso das Águas, Rochedo, Alcinópolis, Rio Negro, Jateí, Novo Horizonte do Sul, Taquarussu e Figueirão.

(Publicado pela Fenaj.)

[15/9/20]

 

Veja também

Estado de Minas atrasa salários. Mais uma vez

O jornal Estado de Minas ainda não pagou o salário de setembro a um grupo ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *