Sindicato lamenta o falecimento do jornalista Elizeu Lopes

Faleceu nesta terça-feira 18/8 em Belo Horizonte o jornalista Antônio Elizeu Lopes, vítima de complicações ocasionadas por uma queda em sua casa, no bairro Carlos Prates. Tinha 82 anos, completados ontem. Devido à pandemia, não haverá velório.

Em homenagem ao repórter, que durante muitos anos cobriu o Legislativo mineiro, o deputado Sávio Souza Cruz pediu que seja feito um minuto de silêncio na reunião plenária da Assembleia, hoje.

“Mestre” Elizeu, vocativo que usava para chamar a todos, passou grande parte da sua vida em redações e mesmo depois de aposentado vivia cercado de jornais e revistas. Foi repórter do Diário do Comércio, Diário de Minas e Hoje em Dia. Foi também dono de uma das primeiras assessorias de comunicação da capital.

Era associado ao SJPMG há 57 anos. Regularmente atualizava sua carteira de jornalista da Fenaj, profissão da qual tinha muito orgulho. Tanto que pendurava na parede da sua casa algumas de suas reportagens emolduradas. Outras tantas guardava empilhadas em cima dos móveis.

Aparecia com frequência na Casa do Jornalista, sede do Sindicato, para uma visitinha. Vinha quase sempre a pé. No bolso da camisa uma caneta Bic e no da calça um maço de papel para anotações, apetrechos imprescindíveis dos bons e velhos repórteres. Na despedida repetia sempre seu bordão: qual é o lide?

O jornalismo ficou hoje mais sem graça.

[18/8/20]

 

Veja também

Cursos de Jornalismo da PUC Minas realizam o 2º JFest, com profissionais de renome internacional

Os cursos de Jornalismo da PUC Minas realizam no dia 21 de outubro o 2º ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *