Bolívia: Oposição invade emissoras públicas e amarra diretor de rádio sindical em árvore

Redação Opera Mundi, São Paulo, 10/11/19.

A tentativa de golpe de Estado promovida por setores da oposição na Bolívia avançou sobre meios de comunicação estatais e ligados ao movimento sindical. A emissora Bolívia TV e a rádio Pátria Nova tiveram seu sinal cortado pelos golpistas neste sábado (09/11) e José Aramayo, diretor de rádio ligada à Confederação de Trabalhadores Campesinos amarrado em uma árvores pelos oposicionistas.

A Bolívia TV e a rádio Pátria Nova, canais estatais bolivianos, foram invadidos por manifestantes no meio da tarde deste sábado. Os jornalistas e trabalhadores das redes foram ameaçados de morte caso não fossem interrompidas as transmissões. A Defensoria Pública chegou ao local e garantiu que os funcionários pudessem deixar o local com segurança.

A presidente da rede TeleSur usou o Twitter para denunciar o ataque e publicar fotos do cerco montado. “Desalojam a TV estatal da Bolívia. Isso impede o trabalho dos jornalistas e bloqueia a capacidade de gerar informações sobre a situação do país”, postou.

Um pouco mais tarde, foi a vez da Confederação Sindical Única dos Trabalhadores Campesinos da Bolivia ser interrompida por golpsitas, que levaram o diretor da rádio “Comunidade”, que funciona na sedes da Cstutcb, e o amarraram em uma árvore.

Clique AQUI para ler a íntegra.

 

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[11/11/19]

 

Veja também

Feira do Vinil reabre dia 14/11 na Casa do Jornalista

A Feira do Vinil completa 13 anos de casa nova. A partir de novembro, a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *