Repórter da Globo e editor da Band darão aula em curso promovido pelo Sindicato

A repórter da TV Globo Fabiana Almeida e o editor- chefe na Band André Basbaum serão os professores da aula sobre Telejornalismo. O curso será no dia 14 de setembro, sábado, de 9h30 até 12h30, e integra o Curso Jornalismo e Democracia – ideias para enfrentar a crise, promovido pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais.

Fabiana é repórter da Globo desde 2004 e entende que um dos desafios para quem atua como repórter em televisão é a capacidade de adaptação às novas configurações tecnológicas. “O repórter de televisão precisa ser ainda mais ágil, pois precisa apurar informações e, de qualquer hora e lugar, estar preparado para entrar no ar”, explica Fabiana.

A jornalista destaca que com as diferentes plataformas digitais estão surgindo novos perfis de telespectadores e que o jornalismo televisivo está mudando devido a disputa de espaço com as novas mídias e com as redes sociais.

Fabiana preparou uma aula mostrando os recursos tecnológicos usados pelos repórteres de televisão e também uma série de dicas sobre as técnicas que adota ao fazer uma reportagem diante do cenário atual. “Quero também ouvir dos participantes o que eles esperam do futuro do telejornalismo”, afirma.

Prisão da grade

Na análise do editor-chefe da Band em São Paulo, André Basbaum, o jornalismo televisivo precisa “romper a barreira da prisão da grade de programação”.  Na análise do jornalista, o formato atual tende a ser modificado, pois a fragmentação do conteúdo e a distribuição nas redes vai corroer o modelo vigente. “Basicamente o que o rádio está vivendo com os podcasts e o audiovisual com agregadores de conteúdo, como Netflix”, compara.

André tem experiência de 20 anos em postos de edição e coordenação em várias emissoras (Globo, SBT e Record) e avalia que o telejornalismo precisa ter uma linguagem mais próxima do cotidiano das pessoas. “Essa ideia de apresentador de jornal todo maquiado, bem vestido e em um pedestal está acabando”, disse.

O jornalista vai desenvolver essas reflexões durante o curso e tratar de outros temas, como concessões de televisão, a importância de fazer um jornalismo relevante para sociedade e a transição do conteúdo para o digital.

Ideias para enfrentar a crise

O curso Jornalismo e Democracia: ideias para enfrentar a crise é uma realização do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais; destinado a jornalistas e estudantes de jornalismo, tem apoio da UNA e dá direito a certificado.

A aula inaugural aconteceu na sexta-feira 14 de junho, com palestras dos jornalistas João Paulo e Leonardo Sakamoto (clique AQUI para ler matéria sobre a palestra do Sakamoto e AQUI para ler matéria sobre a palestra do João Paulo).

O primeiro módulo do curso foi realizado no sábado 15 de junho, com aulas sobre Jornalismo Investigativo e Radiojornalismo. O segundo foi em 6 de julho, com aulas de Cobertura Política e Fotojornalismo.  Webjornalismo e Cobertura Esportiva integraram o terceiro módulo, em 20 de julho. Em 10 de agosto, as aulas foram de Cobertura Econômica e Jornalismo Popular. Os cursos de Cobertura Cultural e de Grandes Reportagens – Longform foram ministrados em 24 de agosto.

No mesmo sábado (14 de setembro) o Sindicato também oferece o curso “Como deixar a redação e empreender” com Eduardo Tristão Girão e Marlos Ney Vidal.

O curso terá mais um módulo, em 28 de setembro, com os temas Assessoria de imprensa e O que é preciso para ser um bom repórter?.

Informações

  • Confira a página do curso: http://www.sjpmg.org.br/jornalismo-e-democracia-ideias-para-enfrentar-a-crise/
  • Todos os professores são voluntários e atuam dessa maneira para ajudar o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG).
  • A arrecadação do curso será integralmente dedicada ao SJPMG.
  • Estudantes devem apresentar um comprovante de matrícula.
  • O certificado será enviado por e-mail.
  • O certificado será assinado pelo SJPMG e pela UNA.
  • A aula custa R$ 50 para estudantes e jornalistas sindicalizados em dia. Para os demais custa R$ 80.

Formas de pagamento

  • Na sede do Sindicato, de segunda a sexta, de 13h30 até 18h.  Pagamento em dinheiro, cartão de debito ou crédito. (Av. Álvares Cabral, 400, Centro)
  • Pelo SYMPLA, na internet, com taxa de 10%.

Dúvidas

e-mail: cursojornalismosindicato@gmail.com

whatsapp: (31) 9-9892-8019 ou (31) 9-8689-3661

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[5/9/19]

 

Veja também

Prefeito Alexandre Kalil exonera jornalista que denunciou racismo

A jornalista Etiene Pereira Martins, que que há dois anos exercia o cargo de gerente ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *