Sindicato convoca assembleia geral para deliberar sobre greve no dia 14

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais convoca a categoria para assembleia geral nesta quarta-feira 12/6, às 13h, na Casa do Jornalista (Avenida Álvares Cabral, 400, Centro), para deliberar sobre greve geral no próximo dia 14/6, sexta-feira, contra a reforma da Previdência proposta pelo governo federal.

O SJPMG entende que a reforma proposta é autoritária, pois não foi discutida com os trabalhadores, e vai prejudicar basicamente a população mais pobre, principalmente aqueles que trabalham em condições precarizadas, entre os quais se encontram hoje os jornalistas, em decorrência dos baixos salários, da pejotização e da alta rotatividade imposta pelo mercado. A reforma é pior para as mulheres, que constituem a maioria da categoria. Se for aprovada, a aposentadoria pode se tornar um benefício impossível de alcançar.

Como alertam inúmeros analistas, essa reforma não passa de uma cortina de fumaça para encobrir a gravíssima crise em que vivemos há quatro anos, uma crise econômica de origem política, que vem servindo de pretexto para a retirada direitos trabalhistas e sociais, de forma acelerada e profunda como jamais se viu antes na história do país, enquanto o desemprego aumenta.

A reforma trabalhista não melhorou a economia nacional, e muito menos gerou empregos, como prometeu o governo golpista de Michel Temer. A reforma da Previdência tampouco vai tirar o Brasil da crise, mas deixará os trabalhadores ainda mais pobres e desvalidos, ao contrário dos ricos e privilegiados cujos interesses nunca são contrariados.

Vamos dizer não à reforma da Previdência! Vamos paralisar o trabalho no dia 14!

Luta Jornalista!

[11/6/19]

Veja também

Sakamoto: jornalistas estão em perigo e situação vai piorar

Os jornalistas estão em perigo, porque suas matérias estão irritando os poderosos. Vivemos um momento ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *