SJPMG repudia censura do TJMG ao blog do jornalista Marcelo Auler

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais manifesta seu repúdio à censura imposta pela 35ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais ao blog do repórter Marcelo Auler. O blog foi obrigado a retirar do ar as reportagens PM mineira: extorsão, sequestro e tortura, publicada no dia 27 de outubro de 2017, e PM de MG na trilha da PM do Rio: e agora, Pimentel?, publicada em 2 de novembro de 2017.

A censura – inconstitucional – atendeu a pedido de dois policiais militares que se sentiram ofendidos pelas reportagens. Investigados por um Inquérito Policial Militar, eles foram enquadrados nos crimes de extorsão mediante sequestro, lesão corporal, constrangimento ilegal, agravado pelo uso de violência, violação de domicílio, na forma qualificada pelo emprego de violência, falsidade ideológica, receptação culposa.

A 35ª Vara também determinou que as reportagens fossem removidas do clipping do Ministério Público de Minas Gerais.

O SJPMG soma sua voz às da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro no repúdio a mais essa censura à imprensa, inadmissível em uma sociedade democrática.

Como bem assinalou a Fenaj, o Supremo Tribunal Federal, corte suprema do país, já se pronunciou contra qualquer tipo de censura inconstitucional. Para casos de calúnia, injúria e difamação, a lei prevê processos cíveis, não a censura prévia.

O SJPMG manifesta seu apoio a Marcelo Auler e a todos os jornalistas que resistem no exercício da profissão em defesa da liberdade de imprensa e da democracia.

4/12/18

 

Clique aqui para acessar o blog do repórter Marcelo Auler.

Veja também

Estado de Minas: Empregados da administração decidem fazer greve

Em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira 13/12, os empregados na administração do jornal Estado ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *