José Maria Rabêlo lança ‘História Geral de Minas’ nesta segunda 10/12

O jornalista José Maria Rabêlo lança na segunda-feira 10/12, às 18h30, no BDMG Cultural (Rua da Bahia, 1.600), o livro História Geral de Minas. Escrito em parceira com João Antônio de Paula, Fernando Correia Dias e Ricardo de Moura Faria, o livro faz um levantamento abrangente da formação de Minas Gerais, desde seus antecedentes pré-históricos até os dias atuais. O prefácio é do escritor Rui Mourão.

História Geral de Minas relata a formação do estado a partir da chegada dos primitivos habitantes, originários do nordeste da África, há mais 12 mil anos, de que é expressão marcante o fóssil Luzia, o mais antigo encontrado no continente americano, na região arqueológica de Lagoa Santa. A obra estuda da ocupação do território mineiro pelos indígenas que chegaram posteriormente e a invasão dos portugueses e bandeirantes paulistas, uma tragédia humana que resultou na morte de milhares e milhares de indígenas.

O livro dedica espaço especial ao século XVIII, durante o qual Minas Gerais se tornou um dos mais importantes polos da economia mundial, graças a suas riquíssimas reservas de ouro e diamante. As riquezas extraídas em Minas financiaram a reconstrução de Lisboa, destruída pelo terremoto de 1755, e a Revolução Industrial, na Inglaterra, ponto de partida do capitalismo moderno.

Outro capítulo enfoca a participação de Minas na consolidação do Brasil como nação, com a abolição da escravatura, a proclamação da República e a eleição de seus governantes.

Os séculos XX e XXI foram estudados em profundidade, com destaque para os processos de industrialização e urbanização, que projetaram o Brasil para o rol dos países desenvolvidos, com a inclusão de Minas Gerais nos primeiros lugares do ranking nacional. O livro analisa ainda, entre outros episódios, a Revolução de 1930, o Estado Novo, o regime militar e a redemocratização.

Os autores

Diretor da Casa do Jornalista, José Maria Rabêlo fundou o Binômio, semanário que circulou nas décadas de 1950 e 1960 e foi fechado pela ditadura; exilou-se no Chile e, de volta ao Brasil, anistiado em 1979, especializou-se em temas históricos.

João Antônio de Paula é economista, diretor do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar), da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG.

Ricardo de Moura Faria é coordenador do Laboratório de Documentação, Ensino e Pesquisa em História do Centro Universitário de Belo Horizonte.

Fernando Correia Dias faleceu antes da publicação da obra; ele foi sociólogo, ensaísta e professor da Universidade de Brasília.

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[6/12/18]

Veja também

15 projetos de lei endurecem penas de crimes contra jornalistas no Brasil

Por Júlio Lubianco Num momento de piora da liberdade de imprensa no Brasil, pelo menos ...

Um comentário

  1. Onde encontro o livro para comprar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *