Estado de Minas: greve dos trabalhadores da administração continua

Os empregados na administração do Estado de Minas decidiram em assembleia hoje continuar em greve. O jornal não pagou os salários atrasados. A pedido do sindicato, a Justiça do Trabalho convocou a direção da empresa para dar explicações. Amanhã, às 12h30, os trabalhadores farão nova assembleia.

Eles reivindicam o pagamento dos salários de novembro e decidiram que só voltarão ao trabalho quando os depósitos forem feitos.

No segundo dia de greve, a adesão ao movimento continuou muito grande, setores inteiros pararam. Os trabalhadores receberam a solidariedade dos jornalistas e dos gráficos (foto). O jornal pagou salários dos jornalistas (exceto editores e estagiários) e dos gráficos, mas não pagou os dos empregados na administração.

Na assembleia, foi relatado que trabalhadores que vão entrar de férias em janeiro não receberam o aviso até hoje. O prazo legal é de 30 dias de antecedência da data do início das férias.

Essa é mais uma irregularidade cometida pela empresa, que se soma a outras: interrupção do plano de saúde, cancelamento do plano odontológico, que continua sendo descontado, não pagamento de FGTS, férias, tíquete alimentação, cesta básica e vale transporte.

Leia também:

Estado de Minas não paga e trabalhadores começam greve

(Crédito da foto: Rodrigo do Carmo.)

 

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[18/12/18]

Veja também

Greve dos trabalhadores do Estado de Minas é mantida

Reunidos em mais uma assembleia na porta do jornal Estado de Minas, no bairro Funcionários, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *