Nota do Samba Queixinho sobre o ataque ao painel ‘Respeita as Minas’, da artista Patrícia Caetano, na Praça da Liberdade

A seguir, a nota do Samba Queixinho sobre o ataque ao painel Respeita as Minas, da artista Patrícia Caetano, pintado em tapume da reforma da Praça da Liberdade.

Liberdade pra quem?

Quem não se movimenta não percebe as correntes que o aprisionam – Rosa de Luxemburgo.

A praça se chama Praça da Liberdade. Liberdade pra quem? Quem ela inclui, quem ela exclui? Não concordar com uma forma de expressão em que uma artista busca dar voz às mulheres, ok. Mas atingir de forma violenta, agressiva a obra, ferindo assim a liberdade da Patricia dm expor sua luta de forma lúdica, você que apoia tal ato de vandalismo, é um criminoso.

Ao invés de dialogar e expor opinião, essa atitude só corrobora pra pensamentos preconceituosos, discriminatórios, machistas, misóginos e só faz manter uma postura tradicionalista, conservadora, que oprime, mata e incita a violência contra o diferente.

Prestamos aqui no Samba Queixinho toda nossa solidariedade a essa artista ativista, que sempre traz pautas relevantes em suas pinturas, questionando os valores da tradicional família mineira. Esse pensamento e atitude retrógrada não cabem mais.

Somos artistas e numa situação dessas, temos a obrigação de nos posicionar.

Não tem arrego.”

(Crédito da foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Pres.)

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[3/8/18]

Veja também

TV Integração divulga nota sobre agressões a repórter em Prata

O Grupo Integração, proprietário da TV Integração, emitiu nota nesta sexta-feira 30/10 lamentando as agressões ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *