MPF pede investigação de ameaças a jornalista relacionadas a fake news

O Ministério Público Federal em São Paulo encaminhou à Polícia Civil nesta quarta-feira 11/7 um pedido para que ela investigue ameaças que o jornalista e blogueiro do UOL Leonardo Sakamoto (foto) tem recebido dentro e fora do ambiente virtual.

Junto ao ofício, o MP encaminhou um depoimento prestado por Sakamoto à Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão em maio deste ano. Nele, o jornalista relatou que as ameaças tiveram início desde que começaram a circular, na internet, notícias falsas afirmando que ele seria o dono de agências de checagens de notícias contratadas pelo Facebook a fim de diminuir a disseminação de fake news na rede social.

O procurador classificou o caso como grave por se tratar de ameaça a jornalista. “As fake news, para além dos prejuízos decorrentes da própria veiculação de informações falsas, ganharam proporções ainda mais graves no caso relatado pelo jornalista. Isto nos mostra que junto com os benefícios de ampliação da comunicação, as redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas podem também gerar efeitos negativos muito graves, incitando situações que põem em risco a integridade física de pessoas. O caso ganha especial gravidade e preocupação porque trata-se de intimidação de jornalista, pois a liberdade de imprensa é um dos pilares da democracia”, afirmou.

(Publicado pelo Uol.)

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[11/7/18]

Veja também

Memória da imprensa LGBT é tema de debate na Casa do Jornalista nesta sexta 20/7, às 19h

O professor e escritor Luiz Morando, o professor Bruno Souza Leal e o mestrando José ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *