Piso dos jornalistas do Tocantins fica 2,11% acima do INPC

O Acordo Coletivo de Trabalho dos Jornalistas para 2018/2020 já foi fechado. Foram apenas duas reuniões de mediação na Secretaria de Relações do Trabalho – SRT da Superintendência Regional do Trabalho no Tocantins – Ministério do Trabalho e Emprego para que o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Tocantins – Sindjor-TO e representantes dos veículos de comunicação chegassem a um acordo que beneficiasse a categoria.

O índice aplicado é de 3,8% equivalente ao INPC de 1.69% e ganho real de 2,11%. Com o novo Acordo, o piso salarial que era de R$ 2.377,50 passa a ser a partir de 1º de maio de 2018 no valor de R$ 2.467,84, que dever ser aplicado a categoria jornalística dos veículos, empresas privadas, fundações e demais poderes, e de acordo com a legislação dever ser levado em consideração para todas as funções de jornalista.

Para esse acordo foi feita uma alteração significativa em relação aos fechados nos anos anteriores, terá validade de dois anos, com exceção das cláusulas financeiras, que como previsto no documento, devem ser revistas no ano de 2019. De acordo com a presidente do Sindjor-TO, Alessandra Bacelar, a intenção foi resguardar os direitos da categoria tendo em vista a Reforma Trabalhista e questões ainda não definidas. Além disso destaca a celeridade em definir o novo piso e a proposta do Sindicato ser aceita pelos empregadores, pois nos últimos anos as negociações foram mais demoradas e ultrapassavam o mês da data-base que é em maio.

Esse ano novas empresas participaram do Acordo Coletivo, a exemplo da Precisa Assessoria. Para a gerente Priscila Guardiola o momento é de contenção de gastos, mas igualmente de valorizar os profissionais que no dia a dia contribuem para o crescimento da empresas. “A Precisa Assessoria de Comunicação e Clipping, aprovou o novo reajuste acordado em última Assembleia pelo Sindjor junto a categoria. E mesmo considerado acima da inflação, é abaixo do que a classe realmente merece. Apesar de uma carga tributária pesada que temos no país, os empresários já são cientes que a valorização da nossa equipe é importante para o crescimento da empresa” pontuou.

Nos próximos dias o ACT já estará disponível no Sistema Mediador do Ministério do Trabalho para consulta, com isso o Sindjor cumpre o seu papel da luta constante por melhorias para os jornalistas.

(Publicado no saite da Fenaj. Na foto, reunião de negociação com os patrões em Tocantins.)

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

[17/5/18]

Veja também

Inscrições para o 35º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo vão até 21/11

Estão abertas as inscrições para o 35º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo, realizado pelo Movimento ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *