EUA: Jornalistas se rebelam contra donos após demissões

P. X. Sandoval.

O jornal The Denver Post se rebelou neste domingo contra seus proprietários através da seção de opinião. O principal jornal do Colorado publicou um editorial no qual denuncia que a empresa proprietária da publicação irá arruiná-la por causa dos cortes e pede ajuda a possíveis investidores que queiram salvá-la. A inédita revolta de um jornal em suas próprias páginas é o mais novo capítulo da progressiva destruição do jornalismo local tradicional nos Estados Unidos na era da Internet.

“Na segunda-feira, mais de duas dúzias de repórteres, editores, fotógrafos, cinegrafistas, diagramadores, produtores digitais e colunistas irão embora do The Denver Post. Temos a ordem de cortar 30 pessoas até o começo de julho.” Assim começa o editorial publicado neste domingo no jornal, sob o título: “Enquanto os abutres rondam, é preciso salvar o ‘Denver Post’”.

Na sequência, o editorial se pergunta se esses cortes são “o princípio do fim da Voz das Montanhas Rochosas”. As demissões, segundo a direção do jornal, não fazem sentido “do ponto de vista dos que tentamos dirigir um empreendimento noticioso sério”, especialmente porque a empresa gera lucro.

“Chamamos à ação”, proclama o jornal. “Considerem este editorial (…) como um apelo à Alden – dona da Digital First Media, uma das maiores redes de jornais do país para que repense sua estratégia de negócios em todos os jornais de sua propriedade. Considerem-no também um sinal para a nossa comunidade e os líderes da nossa sociedade para que exijam algo melhor. Denver merece um dono de jornal que apoie a sua redação. Se a Alden não quer fazer bom jornalismo aqui, deveria vender o Post a proprietários que queiram.”

O editorial é acompanhado de cinco artigos de opinião recordando a importância do jornalismo local para uma cidade média, justificando a revolta da redação. Além disso, publica uma imagem estarrecedora. É uma foto de grupo da redação onde aparecem 142 de seus membros, em 15 de maio de 2013. Junto a ela a mesma foto, com todos os demitido substituídos por vultos negros.

O editorial do Post pede que um investidor se apresente para resgatar o Post dos seus atuais donos, o grupo Alden, um fundo de investimento especializado em ativos com problemas. Em 2010, essa empresa adquiriu a Digital First Media, matriz do Post e de dezenas de publicações em todo o país.

O The Denver Post tem 125 anos de história e é o jornal de referência no Colorado e da sua capital, uma cidade de 700.000 habitantes. Tem cinco prêmios Pulitzer, os dois últimos de 2013, por sua cobertura do massacre armado num cinema de Aurora, na periferia de Denver. Em 2011, tinha uma circulação de 353.000 exemplares jornais e ocupava o 14º. posto entre os maiores jornais impressos dos Estados Unidos. No ano passado declarou uma circulação média de 170.000 exemplares. No começo desta década, tinha cerca de 200 jornalistas na redação. Atualmente são “menos de 100”, segundo o editorial deste domingo.

(Publicado no El País. Clique aqui para ler a íntegra.)

[9/4/18]

Veja também

Jornalistas da RedeTV protestam contra redução de salários

“Sobre a possibilidade de redução nos nossos salários a quase a metade do que é ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *