Influenciadores digitais recusam proposta do governo para defender reforma

Pelo menos 3 usuários do LinkedIn que possuem 1 número alto de seguidores disseram ter sido procurados pelo governo nos últimos dias para defender a reforma da Previdência. Flavia Gamonar (673 mil seguidores), Murillo Leal (255 mil seguidores) e Matheus de Souza (86 mil seguidores) relatam ter declinado a proposta.

“Não me sinto confortável em falar de um assunto que não domino, nem em receber dinheiro público para isso”, disse Flavia ao Poder360. Ela ressaltou que a abordagem do governo foi “natural”.

Considerado o 3º brasileiro mais influente no LinkedIn em 2016, o colunista Matheus Souza também relata o contato do governo federal: “Ontem [6.fev.2018] acordei com um “convite” do Governo Federal para falar (bem) da Reforma da Previdência”. E emenda: “Posso listar uma série de fatores que me fizeram dizer ‘não’.”

(…)

Outro procurado foi Murillo Leal, jornalista e palestrante. “Diziam representar a parte publicitária do governo. Era um “convite” do Governo Federal. Sendo influenciador aqui, queriam que eu escrevesse (positivamente) sobre a reforma da Previdência”, escreveu Murillo na rede social.

(Publicado no Diário do Centro do Mundo.)

[9/2/18]

 

Veja também

Fundo de greve apoia paralisação de jornalistas em São Paulo

Os jornalistas da Rede Anhanguera de Comunicação (RAC), de Campinas (SP), entraram em greve no ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *